img

Como propagar próteas: conheça os principais métodos utilizados

/
/
/

 

Como plantar próteas: dicas básicas

A plantação de próteas é uma operação delicada. Por essa razão, deve ter muito cuidado ao manusear as suas raízes pois são extremamente sensíveis. Tal como abordei no artigo: Como cuidar de próteas: 5 dicas essenciais, as próteas adaptam-se melhor quando plantadas diretamente no solo mas podem ser também plantadas em vaso (com pelo menos 40cm de altura e 35 cm de diâmetro).

Caso queira plantar próteas em vaso, garanta que coloca uma camada de argila expandida no fundo do vaso de forma a favorecer a drenagem.  De facto, deve ter em atenção que estas plantas são extremamente sensíveis a condições de humidade elevada pelo que deve usar um substrato com características ácidas, leve e solto como o SIRO Próteas.  Depois de preencher o vaso com uma boa camada de substrato (depois de semear ou plantar), cubra com casca de pinheiro.

Dado que as próteas gostam de locais arejados e com boa luminosidade, escolha um local de sua casa que garanta estas condições.

próteas

O substrato utilizado neste tipo de plantas deve ser bem drenado e ácido, com uma boa percentagem de perlite na sua composição.Uma das melhores opções disponíveis no mercado dos substratos é o SIRO Próteas, especialmente concebido para a plantação e o transplante das principais espécies de Próteas. É um substrato com fertilização específica para Próteas, de libertação controlada e lenta até 12 meses, promovendo o seu desenvolvimento saudável e vigoroso.Este substrato possui uma textura leve e porosa, garantindo dessa forma uma drenagem e arejamento adequados.  Para saber mais informações sobre este substrato, clique aqui.

próteas

Como multiplicar próteas?

Pode-se multiplicar próteas essencialmente por sementeira ou por estacaria.

Sementeira de próteas

Considero que este método de multiplicação das próteas é o mais difícil e que provavelmente terá uma menor taxa de sucesso.

Use o substrato SIRO Próteas para fazer a sementeira, enterrando as sementes desta planta com a profundidade correspondente duas vezes o seu tamanho. Depois de feita a sementeira, regue com água da nascente ou água da chuva recolhida pelo reservatório que tiver no seu jardim. As próteas são bastante sensíveis às águas ricas em cloro como a água da torneira, factor que pode prejudicar todo o processo.

Coloque o tabuleiro onde efetuou a sementeira num local abrigado, com temperaturas amenas e abrigado do vento.

Garanta que mantêm o substrato sempre húmido, borrifando-o regularmente com recurso a um borrifador.

A germinação pode demorar até 3 meses a ocorrer dependo das condições climáticas e fatores meteorológicos.

Multiplicação de próteas por estaca

estacaria, ou “multiplicação por estacas”, é um método de reprodução assexuada de plantas, consiste no plantio de pequenas estacas de caule, raízes ou folhas que, plantados em meio húmido, se desenvolvem em novas plantas

A multiplicação por  estacas das próteas é umas das técnicas mais utilizadas quando se fala da reprodução destas plantas.

próteasPara propagar estacas de próteas, obtenha estacas semi-lenhosas com cerca de 20 cm de cumprimento.  Para potencializar os resultados, retire a base das estacas das folhas e coloque-as num solução enraizadora que facilmente consegue adquirir em garden centers.

Depois de deixar as estacas imersas por 15 a 20 segundos nesta solução enraizadora, plante-as num vaso ou em solo usando o substrato SIRO Próteas.

Uma vez que as estacas são frágeis, numa primeira fase  é necessário protege-las com sacos plásticos ou garáfas de plástico sem base e sem tampa.

Mantenha o substrato sempre húmido, borrifando regularmente com água da chuva ou água destilada.

As estacas  devem ser colocadas em locais com boa luminiosidade mas com sombra parcial. As estacas podem levar de 2 a 3 meses a desenvolver-se.

Vigie com regularidade as suas estacas de forma a reduzir factores externos que possam interferir no seu enraizamento e desenvolvimento.

2 Comments

  1. Amiga Cientista Agrícola, estou-lhe muito grata pelo que me tem ensinado. Bem haja. Quanto às próteas: já as tentei enraizar, mas sem sucesso. Com estas dicas, gostaria de tentar de novo. Mas há um pormenor importante: qual a temperatuta ideal? Como são oriundas da África do Sul (peso eu), precisarão talvez de calor, certo?
    Um grande beijinho.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar