img

Conheça 5 erros comuns que cometemos com as suculentas

/
/
/

As suculentas estão cada vez mais a ser cultivadas e coleccionadas.
São plantas lindas que pertencem a diversas famílias botânicas incluindo os cactos que também são plantas suculentas.
Elas são muito especiais pois armazenam água nas suas folhas, caules e raízes e por essa razão são consideradas plantas de fácil cultivo por não precisarem de regas frequentes.
No entanto, é importante salientar que estas plantas nem sem se adaptam a ambientes internos e nem sempre nós cuidamos destas plantas da melhor forma.

Conheça os 5 erros mais comuns que cometemos com as suculentas neste novo vídeo no Youtube!

E então gostou destas minhas dicas? Diga-me aqui nos comentários se já cometeu alguns destes erros com as suas suculentas.

Não se esqueça também de colocar like neste vídeo e subscrever o canal pois é muito importante para o crescimento deste projecto.
Espero que tenham gostado deste conteúdo e vejo-vos no próximo vídeo!

 

 

Alguns erros mais comuns

1. Um dos erros mais comuns é colocar as suculentas numa área mal iluminada ou com pouca luz solar.
As suculentas, no seu habitat natural tem condições de luminosidade bem diferentes daquelas que lhes proporcionamos em nossas casas. Por essa razão, a luz natural do habitat nativo destas plantas é talvez a variável ambiental mais difícil de se imitar dentro da nossa casa.
Muitas suculentas são nativas de selvas tropicais e estão acostumadas a períodos variáveis de sombra e sol tal como acontece na sua casa. As suculentas, no seu habitat natural estão habituadas a passar muitas horas ao sol e em temperaturas extremas e por isso, tem de tentar simular em parte essas condições.
Uma possível solução é escolher a janela da sua casa mais voltada para sul e o mais ensolarada possível para que as suas suculentas não estranhem muito as condições da sua casa. É certo que existem suculentas mais adaptadas ao interior de uma casa do que outras, e por isso, antes de as comprar deve perder algum tempo a investigar as suas características.

2. Não “molhar/regar” as suculentas o suficiente
Visto que este tipo de plantas está habituado a viver no seu habitar natural em desertos, que recebem quantidades de água muito reduzidas, deve ter em atenção esse facto. No entanto, no desertoquando chove, chove mesmo!!
Por essa razão não regue seus cactos e suculentas com um fio de água, mas sim em abundãncia.
Todas as suculentas beneficiam de uma imersão completa, até que a água saia do fundo do vaso. No que diz respeito às suculentas, e depois de regar por sugeri, espere até que o solo esteja seco para regar novamente.

3. Usar uma terra comum para as suculentas
A maioria das plantas em vasos que compramos vem com uma mistura de terra padrão que funciona para quase todo o tipo de plantas.
O principal problema é que as suculentas foram “projetadas” para resistir a um dos ambientes mais extremos e por isso essa terra standard todas as plantas …não vai funcionar com as suculentas.
Para solucionar este problema pode mude a terra que vem com as suas suculentas para uma mistura específica para suculentas e cactos, ou seja um substrato específico que existe à venda em lojas da especialidade. Caso não encontre esse tipo de substrato, pode misture a terra normal que se compra com alguma substância inorgânico como a perlite, confererindo-lhe características drenantes.

4. Amontoar várias suculentas no mesmo lugar
As Suculentas tendem a vir embaladas em pequenos vasinhos adoráveis, todas amontoadas e agarradas umas às outras. AS suculentas não gostam muito deste tipo de arranjo, e pode levar a uma maior probabilidade de infestações por fungos e insectos. Não há muitas plantas que gostem desse tipo de arranjo, inclusive as suculentas. A superlotação é uma das melhores maneiras de incentivar infestações por fungos e insetos.
Um outro facto que devemos ter em atenção é que as suculentas gostam de espaço, pois caso contrário entrarão em competição por água e nutrientes com outras suculentas o que não é de todo aconselhado.
A Solução passa por separar as suas suculentas do seu arranjo mais lotado, rpara os seus próprios vasinhos individuais.

5. Cultivar espécies de suculentas que são inadaptáveis e indomáveis
Eu sei que é tentador plantar/ter em casa algumas espécies selvagens de suculentas mas deve ter em atenção que estas não devem ser domesticadas por muito bonitas que sejam.
Em vez disso, opte por suculentas mais fáceis de cultivar como por exemplo a Espada de São Jorge, os cactos da Mammilaria ou a Crassula e verá que tem bons resultados.

7 Comments

  1. Olá Rosa.
    Sou apaixonada por plantas de interior e exterior, mas como hobby e uso apenas o bom senso e o que aprendi com os erros…
    Há um ano tinha um canteiro grande para plantar bambus, acontece que durante o verão fui fazendo compostagem, não sei Como, mas após plantar os bambus tive uma “praga” de bichos de conta que comeram os rebentos novos. O que me aconselha? É que já tentei ligar-me deles manualmente, mas não consegui. Obrigada e boa sorte.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar