img

Empregabilidade AGRO: Como deve ser o currículo?

/
/
/

Se és agrónomo(a) e estás a procura de emprego ou tencionas brevemente procurar por uma nova oportunidade de trabalho, deves ter em atenção a estrutura e visual do teu currículo. Este deve-se diferenciar com formação,estágios, experiências e competências.

1º pilar de empregabilidade AGRO: currículo e espírito empreendedor

Abaixo, dou-te 5 dicas para elaborares um bom currículo,toma nota.

1. Simplicidade 

Um C.V. não é mais do que um pequeno resumo do teu percurso académico e profissional. Utiliza-o  para cativar os recrutadores através dos seus pontos fortes, sem ser demasiado minucioso.  Caso te chamem para entrevista terás a  oportunidade de falar com mais detalhe de todo o teu percurso e de todas as tuas capacidades.

2. Experiências/ Realizações
Usa  frequentemente no teu currículo verbos activos e positivos  como  conseguir, concretizar, alcançar, liderar. Lembra-te mais uma vez que não deves usar frases demasiado compridas, sê objectivo.

3. Utiliza a ordem inversa dos teus acontecimentos académicos e profissionais

Começa cronologicamente com o teu emprego mais actual e depois continua abaixo com todos os que o antecederam. Não te esqueças  de incluir o nome das empresas, as datas, o cargo ocupado e uma descrição breve das tarefas que eram da tua responsabilidade.MUITO IMPORTANTE: Se estás à procura do teu primeiro emprego e não tens experiências profissional, descreve actividades como voluntário que tenhas feito ou cargos em organizações/ associações agrícolas em que tenhas participado.

4. Cada empresa/ trabalho deve ter um c.v feito à medida

Não caias no erro de enviar o mesmo C.V para uma série de ofertas de emprego  distintas. Os recrutadores já tem muita experiência e percebem perfeitamente se o teu C.V foi realizado estilo “linha de montagem”. É importante que lhes faças sentir que estás verdadeiramente interessado na empresa para a qual te estás a candidatar e que conheces bem toda a sua estrutura. MUITO IMPORTANTE: Nunca vás para uma entrevista sem pesquisar um pouco sobre a empresa a que te candidatas e a sua missão/valores. Os recrutadores gostam de perceber que conheces minimamente a empresa em que queres trabalhar.

5. Não mintas no teu C.V

Dizer que trabalhaste num sitio onde efectivamente nunca estiveste ou mentires sobre as tuas habilitações académicas é um erro muito grande e GRAVE!  A mentira tem perna curta e caso sejas apanhado podes perder a oportunidade de ficar com o lugar! Sê honesto, por favor!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar