img

Trabalhar em Portugal: como é o mercado de trabalho agrícola

/
/
/

“Quero trabalhar em Portugal: o que devo fazer?”

Trabalhar em Portugal na área agrícola é cada vez mais equacionado por quer tem formação na área e quer mudar de país.

Muitos profissionais da área procuram novas oportunidades de trabalho e novas metas profissionais. Por serem países onde se fala a mesma língua e pela qualidade de vida e segurança que existe em Portugal, são muitos os cidadãos brasileiros que equacionam uma oportunidade de trabalho aqui em Portugal.

No entanto, mudar de país deve ser uma decisão muito pensada e analisada.

Não devemos esquecer que vir para Portugal implica mudança de clima, de moeda e de forma de vida.

O euro é uma moeda bem mais valorizada que o real, existe mais segurança e o nível de vida é superior uma vez que com o mesmo dinheiro que se ganha no Brasil consegue-se ter um poder de compra muito superior.

trabalhar em Portugal como agrónomo
Se quer trabalhar em Portugal como agrónomo(a) ou trabalhador agrícola saiba que deve estudar bem o sector antes de vir para cá. Veja com atenção todo o artigo.

Trabalhar em Portugal: Como é o agro-mercado ?

A agricultura é um sector importantíssimo aqui em Portugal, sendo um dos que mais contribui para a riqueza e crescimento  e desenvolvimento do país.

Há quem fale até que nos próximos dez anos ocorrerá uma verdadeira revolução na agricultura portuguesa, principalmente devido ao aparecimento de toda uma nova geração que está a criar startups e a aventurar-se em novos produtos agrícolas, apostando na exportação, numa escala nunca imaginada (ver notícia aqui).

Há cada vez mais uma aposta efectiva em formação e tecnologia o que revela a sua importância,e existe cada vez mais pessoas a procurar oportunidade de trabalho no nosso país.

É preciso ter consciência, que a agricultura em Portugal é totalmente diferente da realidade agrícola que existe no Brasil.

Aqui as áreas de cultivo são infinitamente menores que no Brasil (apenas no Centro e Sul do país se encontram latifúndios que mesmo assim em nada se comparam com as dimensões dos terrenos brasileiros).

No Norte de Portugal encontram-se principalmente terrenos agrícolas de menores dimensões (minifúndios) em que o seu preço por m2 é extremamente elevado. Por essa razão, e com pequenas excepções, o que predomina aqui é o arrendamento de terrenos agrícolas e não a sua compra.

No Sul de Portugal o valor dos terrenos agrícolas é incrivelmente mais baixo do que quando comparado com o norte do país. Se quiser saber mais sobre as características da agricultura portuguesa, clique aqui.

 

Trabalhar em Portugal: quais as culturas que predominam aqui?

Em Portugal, consoante a região agrária e microclima, existe culturas predominantes.

Entre Douro e Minho:

  • Agricultura intensiva;
  • Propriedades de dimensão média que raramente ultrapassam os  3 ha;
  • Predomínio das culturas temporárias,  cereais, e em particular o milho;
  •  A vinha é a cultura permanente que se destaca;
  •  A pecuária é dominada pela criação de gado bovino;
  • Predominam as explorações por conta própria;
  • O arrendamento é a forma menos usada;

 

trabalhar em portugal-área agrícola
Na região de Entre-Douro e Minho existe uma grande concentração de produtores agro-pecuários.

 Trás-os-Montes 

  • Agricultura extensiva é frequente;
  • Propriedades com uma dimensão média de 6,6 ha;
  • Os cereais são a cultura temporária mais importante, com realce para o centeio;
  • A batata cultiva-se na grande maioria das explorações, mas ocupa uma área não muito grande;
  • As explorações com culturas permanentes são bastante numerosas e ocupam uma área  superior à das culturas temporárias( exemplo: olival, vinha e os soutos (castanheiros);
  •  Predomina a criação de suínos e bovinos;
  •  As explorações por conta própria são em número sensivelmente igual ao das explorações por arrendamento;
trabalhar em Portugal: agronomia
Em Trás-os-Montes as propriedades agrícolas tem uma área muito mais considerável quando comparados com as propriedades no Norte do país.

Beira-Litoral:

  • Predomínio da agricultura intensiva tradicional;
  • Propriedades muito pequenas (em média têm pouco mais de 2 ha);
  • O milho é a cultura predominante;
  • O olival e a vinha são as principais culturas permanentes;
  • Cria-se gado suíno, ovino e bovino;
  •  Predomínio da exploração por conta própria;
trabalhar em Portugal: produção de milho
Na região agrária da Beira Litoral, a produção de milho é uma das culturas predominantes

Beira Interior

  • A dimensão média das propriedades é pouco superior a oito hectares;
  • Pratica-se, geralmente, uma agricultura extensiva;
  • O milho e o centeio são as culturas temporárias mais cultivadas;
  • As culturas industriais (tabaco e girassol) têm aqui alguma expressão;
  • Os ovinos são predominantes, seguindo-se os caprinos e os suínos;
  • A forma de exploração mais comum é por conta própria;

 

trabalhar em portugal-agronomia
A cultura do girassol é umas das culturas com maior expressão nesta região agrária.

Ribatejo e Oeste

• A agricultura intensiva é a mais praticada;

  • O milho e o arroz são os cereais mais cultivados, assim como a batata e as culturas hortícolas;
  •  Existem alguns prados permanentes;
  •  A colza é a cultura industrial mais importante;
  •  A batata é cultivada em número de explorações semelhante ao dos cereais, mas ocupa uma área muito menor;
  •  Os suínos são predominantes na criação de gado;
  •  A forma de exploração por conta própria predomina;

 

trabalhar em portugal- suinicultura
A suinicultura é umas das actividades pecuárias mais predominantes nesta região agrária tendo grande expressão.

Alentejo

  • Predominam as grandes propriedades (latifúndios);
  • Pratica-se maioritariamente a agricultura extensiva;
  • Os cereais, principalmente o trigo, predominam em relação à culturas temporárias;
  • O arroz também tem alguma expressão;
  •  As culturas permanentes são mais abundantes do que as temporárias;
  •  Existem culturas industriais, destacando-se de entre elas o girassol;
  • Predominam os ovinos, seguidos dos suínos e os bovinos;
  •  A exploração por conta própria é predominante, mas também é utilizada a forma de arrendamento;

 

trabalhar em portugal emprego
A produção de ovinos é uma das principais actividades actividades pecuárias nesta região agrária. As propriedades agrícolas são caracterizadas por uma grande área latifúndios.

Algarve

  • Predomina a agricultura intensiva, mas no interior pratica-se uma agricultura de tipo extensivo;
  •  Propriedades de pequena dimensão e maioritariamente por conta própria;
  •  As culturas permanentes ocupam uma área bastante superior à das culturas temporárias. Destas, salientam-se as culturas hortícolas e, nas permanentes, os frutos secos e os citrinos;
  • Na criação de gado, destacam-se igualmente o ovino e o suíno;

 

trabalhar em portugal-arranjar emprego
Os citrinos são uma das áreas de produção forte do Algarve. A laranja do Algarve é extremamente conhecida pela sua qualidade

Açores

  • As propriedades são de pouco mais de 6 ha;
  •  Predomina a exploração por conta própria ocupando, no entanto, menor área que as de arrendamento;
  •  O trigo e o milho são as principais culturas temporárias;
  • As pastagens são numerosas em todo o arquipélago;
  •  As culturas permanentes ocupam uma área muito pequena;
  • Como cultura industrial surgem o tabaco e o chá;
  • O gado bovino, que é criado ao ar livre, é largamente maioritário nesta região;

 

trabalhar em portugal-como arranjar um emprego
O sistema de produção neste arquipélago é maioritariamente extensivo.

Madeira

  •  É generalizada a existência de microfúndios onde a dimensão média das explorações é de apenas 0,4 hectares;
  •  O número de explorações e a área ocupada são sensivelmente iguais, quer nas culturas temporárias, quer nas permanentes;
  • A horticultura e a floricultura são importantes dentro das culturas temporárias;
  • A vinha e as frutas subtropicais são as mais representativas dentro das culturas permanentes;
  •  A suinicultura, seguida de longe pelos caprinos, constitui a maior parte da criação de gado;
  •  A grande maioria das propriedades é gerida por conta própria, sendo o arrendamento pouco usual;

 

A horticultura e principalmente a fruticultura são muito importantes neste arquipélago.

Trabalhar em Portugal: Onde existe mais emprego na área agrícola?

Definitivamente, no Centro e Sul do País.

As empresas agrícolas e outras instituições desta área de atuação das zonas de Centro e Sul do país publicam frequentemente vagas de emprego para a área da agronomia porque efectivamente existe menos candidatos às vagas pois a maior das pessoas vivem no litoral.

Estas zonas tem tendencialmente menos habitantes pois são mais calmas e não tem tantos acessos, razão pela qual existe uma migração da população para o litoral, onde há uma maior concentração de pessoas, bens e recursos mas onde há indiscutivelmente menos ofertas de emprego agrícola. Não quer dizer que não as haja, porque há e na maior parte dos casos até são boas, mas menos frequentes.

Os salários também variam, e pelo que tenho percebido também as propostas salariais são bem mais atrativas nestas zonas de Portugal.

Se quiser saber quanto ganha uma engenheiro agrónomo em média em  Portugal pode clicar aqui. Por isso, se quer aumentar as hipóteses que conseguir emprego em Portugal aposte na zona de Centro e Sul de Portugal, pois provavelmente encontrará mais ofertas de emprego que goste e será mais fácil conseguir um emprego na área.

 

Trabalhar em Portugal: Onde devo procurar emprego agrícola?

Existem alguns sites de emprego que eu recomendo para quem quer encontrar emprego na área de Agronomia no nosso país:

  1. Agroemprego (http://agroemprego.blogspot.pt/)
  2. Naturlink (http://naturlink.pt/)
  3. Net-empregos (http://www.net-empregos.com/)- selecione a categoria Agricultura/Floresta/Pescas)
  4. Indeed (https://www.indeed.pt/)
  5. Empregos & Estágios (http://www.empregoestagios.com/)
  6. Eracareers (http://www.eracareers.pt/) Indicado para quem quer fazer carreira na investigação agrária
  7. Bolsa de Emprego Público(https://www.bep.gov.pt/pages/oferta/Oferta_Pesquisa_basica.aspx)

 

Gostou deste artigo? Foi útil? Partilhe com os seus amigos que estão a pensar exercer agronomia aqui em Portugal!

Até ao próximo artigo:)

1 Comments

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar