10 informações importantes que deves saber sobre a cultura dos morangos

A cultura dos morangos é uma das mais apreciadas e cultivadas no mundo devido ao sabor delicioso e aos benefícios nutricionais desta fruta. Para quem deseja se aventurar na produção de morangos ou simplesmente compreender melhor este fascinante processo, existem algumas informações cruciais a serem conhecidas. Neste artigo, partilho 1031 informações obrigatórias a saber para teres sucesso com esta cultura.

A cultura dos morangos

Originária de zonas temperadas dos hemisférios Norte e Sul, a cultura dos morangos envolve espécies como Fragaria chiloensis, Fragaria virginiana e Fragaria x ananassa, um híbrido resultante dessas espécies.

O morangueiro é uma planta herbácea perene, com caule semi-subterrâneo e capacidade de emitir raízes a partir dos estolhos.

Os morangos são ricos em fibras, possuindo aproximadamente 200 sementes na sua superfície, e são consumidos frescos ou utilizados em diversas preparações culinárias, como sobremesas, saladas e gelatinas.

A produção de morangos é significativa em várias regiões, como São Paulo e Rio Grande do Sul no Brasil, e em Portugal, com destaque para regiões como Alentejo, Ribatejo, e Algarve. A cultura protegida e ao ar livre são métodos comuns de cultivo, e a produção em hidroponia tem ganho destaque devido à sua eficiência e sustentabilidade.

10 informações obrigatórias sobre a cultura dos morangos

1- escolha da variedade

Na escolha da variedade na cultura do morango, é essencial considerar fatores como o tipo de clima da região, a resistência a doenças, o ciclo de produção e as características organolépticas dos morangos. As variedades de morangos podem ser divididas em grupos, como as de dia curto, neutras a fotoperíodo e remontantes. Algumas variedades populares incluem:

  1. Diamante: Esta variedade é conhecida por se adaptar bem às condições climáticas locais, produzindo morangos oblíquos/ovais com polpa densa e moderadamente suculenta. Apresenta resistência a pragas e doenças, mas tem um ciclo cultural mais curto.
  2. Albion: Destaca-se por sua qualidade organoléptica excepcional e capacidade de produzir morangos ao longo do ano, especialmente durante o verão e outono. É resistente a doenças e pragas, preferindo solos ricos em matéria orgânica e exposição solar.
  3. Tentação (Temptation): Esta variedade é adequada para cultivo ao ar livre e em estufas, com plantas compactas e frutos de tamanho médio. Apresenta uma boa produtividade por planta e é visualmente atrativa.

A escolha da variedade de morango adequada dependerá das condições específicas de cultivo, preferências de sabor, e propósitos comerciais ou domésticos. Cada variedade possui características distintas que podem influenciar o sucesso da produção de morangos.

2- Preparação do solo

O solo é um dos fatores-chave na cultura dos morangos. Os morangos preferem solos bem drenados, ricos em matéria orgânica e ligeiramente ácidos (pH entre 5,5 e 6,5). Antes do plantio, é recomendável:

  • Realizar uma análise de solo: para ajustar o pH e os níveis de nutrientes.
  • Adicionar matéria orgânica: Como composto ou estrume bem decomposto, para melhorar a estrutura do solo e a retenção de humidade.
  • Garantir uma boa drenagem: para evitar o encharcamento, que pode levar ao apodrecimento das raízes.

3. Cultivo e Espaçamento

O cultivo dos morangos deve ser feito com cuidado para garantir um bom desenvolvimento das plantas. Algumas dicas incluem:

  • Espaçamento adequado: as plantas devem ser espaçadas de 30 a 45 cm entre si, com linhas de 90 cm de distância. Isso permite uma boa circulação de ar e facilita a gestão.
  • Cultivo na profundidade correta: as coroas das plantas devem ficar niveladas com a superfície do solo, evitando o cultivo muito profundo ou raso, que pode comprometer o desenvolvimento das plantas.

4. Rega e Manutenção

A rega é crucial para o cultivo de morangos, especialmente durante a floração e frutificação. Recomenda-se:

  • Rega gota a gora: para fornecer água diretamente às raízes e reduzir o risco de doenças fúngicas.
  • Monitorização regular da humidade do solo: os morangos precisam de humidade constante, mas não toleram encharcamento.

Além da rega, outras práticas de manutenção incluem:

  • Remoção e controlo de ervas daninhas: para evitar a competição por nutrientes e água.
  • Mulching: Utilização de coberturas do solo (de preferência orgânica) ou plástico para conservar a humidade do solo e reduzir o crescimento de ervas daninhas.

morango rega

5. Controlo de Pragas e Doenças

Os morangos são suscetíveis a várias pragas e doenças, como ácaros, pulgões, podridão cinzenta e oídio. Para um controlo eficaz:

  • Monitorização constante: inspecionar regularmente as plantas para deteção precoce de pragas e sintomas de doenças.
  • Uso de métodos de controlo integrado: combinar práticas culturais, biológicas e químicas para controlar pragas e doenças de forma sustentável.
  • Variedades resistentes: optar por variedades com resistência a doenças comuns na região pode reduzir a necessidade de intervenções químicas. EX diamante, san andreas, albion, camarosa e portola.

Podridão cinzenta no morango

6. Polinização

A polinização desempenha um papel fundamental na cultura dos morangos. Embora as flores do morangueiro sejam capazes de se autopolinizar, a polinização cruzada realizada por insetos, especialmente abelhas, resulta em frutos de melhor qualidade, com maior tamanho, coloração mais intensa e maior firmeza. As abelhas são os principais polinizadores dos morangos. A sua presença nas plantações contribui significativamente para a produtividade e a qualidade dos frutos.

Em cultivos protegidos, como estufas, a polinização manual das flores pode ser necessária para garantir uma boa produção, especialmente quando não há presença suficiente de polinizadores naturais. Em cultivos ao ar livre, a presença de uma diversidade de espécies de abelhas é importante para uma polinização mais eficiente das flores primárias do morangueiro.

Os produtores devem adotar práticas de gestão para atrair e manter os polinizadores, como a instalação de colmeias, a manutenção de áreas com flores diversas e a redução do uso de pesticidas. Estas práticas garantem uma polinização eficiente e contribuem para a saúde e produtividade das plantações de morangos.

Polinização no morango

7. Coberturas do solo/mulching

A cobertura do solo com palha ou plástico (dos mais comuns nesta cultura), oferece diversos benefícios na cultura dos morangos. Esta técnica ajuda a manter a humidade do solo, reduzindo a evaporação e garantindo um fornecimento constante de água às plantas. Além disso, controla o crescimento de ervas daninhas ao bloquear a luz solar, diminuindo a necessidade de capina e herbicidas.

O mulching também protege os frutos, evitando o contato direto com o solo e reduzindo a incidência de doenças como a podridão cinzenta e oídio. Os plásticos podem aquecer o solo, antecipando a colheita e tem um muito maior impacto ambiental associado, enquanto a palha, ao decompor-se, enriquece o solo com matéria orgânica. Assim, o mulching melhora a saúde e a produtividade dos morangos, beneficiando tanto o crescimento quanto a qualidade dos frutos.

A palha é um dos principais materiais utilizados como mulching no morango

8. Fertilização

Os morangos necessitam de uma variedade de nutrientes essenciais para um crescimento saudável e produção de frutos de qualidade. Os principais nutrientes incluem azoto (N), fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg) e enxofre (S), que influenciam diferentes aspectos do desenvolvimento das plantas e a qualidade dos frutos. O potássio, em particular, é o nutriente mais extraído pelos morangos e desempenha um papel crucial na determinação do sabor, firmeza e resistência a doenças e pragas. Para dar um bom aporte deste nutriente à cultura sugiro o Fertigranu 6-4-8 da Nutrofertil.

Além dos macronutrientes, os morangos também requerem uma série de micronutrientes, incluindo boro (B), cobre (Cu), ferro (Fe), manganês (Mn), molibdénio (Mo) e zinco (Zn), em quantidades menores, mas igualmente importantes para um desenvolvimento saudável.

Para suprimir estas necessidades nutricionais, é essencial fornecer uma adubação equilibrada com fontes adequadas de nutrientes. A fertirrigação e a aplicação foliar são métodos eficazes para fornecer nutrientes ao longo do ciclo de cultivo. Além disso, é crucial manter o pH do solo entre 5,3 e 6,2 para garantir a disponibilidade adequada destes nutrientes para as plantas. Este cuidado nutricional é essencial para maximizar o potencial de crescimento e produção de frutos de alta qualidade dos morangos.

Alguns dos produtos de nutrição que podem ajudar os seus morangos a prosperar.

fertilização no morango
Fertilização orgânica no morango
Exemplos de produtos da Nutrofertil que o vão ajudar a melhorar as características do solo. saber mais aqui

9. Variedades remontantes vs não remontantes nos morangos

As variedades remontantes, também conhecidas como “de dia neutro”, produzem frutos durante grande parte do ano, não dependendo apenas de dias curtos para induzir a floração. Algumas variedades remontantes populares incluem Albion, San Andreas, Diamante, Portola, Seascape, Aromas e Monterrey. Estas variedades têm a capacidade de produzir morangos durante um período mais longo, permitindo colheitas frequentes e uma produção mais estável. Exemplos de características desejáveis incluem sabor excecional (Albion), resistência a doenças (San Andreas) e boa adaptabilidade (Portola).

As variedades não remontantes, também chamadas de “de dias curtos”, necessitam de dias mais curtos para induzir a floração e frutificação. Uma variedade não remontante muito popular é a Camarosa, que se destaca pela grande adaptabilidade, características organoléticas e alta produtividade. Estas variedades têm um ciclo de produção mais curto, concentrado principalmente na primavera e início do verão, sendo mais adequadas para cultivo no outono, entre os meses de outubro a dezembro.

10. Poda dos morangos

A poda dos morangos é uma prática importante para promover o crescimento saudável das plantas e aumentar a produção de frutos. A remoção dos estolhos, que são rebentos laterais que se desenvolvem a partir da planta-mãe, é recomendada para direcionar a energia da planta para a produção de frutos. Deve-se deixar apenas os estolhos mais saudáveis e bem posicionados. A limpeza de folhas e flores secas ajuda a prevenir doenças e estimula o crescimento de novos rebentos e flores saudáveis. Em alguns casos, é necessário desbastar as folhas mais antigas e densas para permitir uma melhor circulação de ar e luz entre as plantas, o que contribui para a saúde geral da plantação.

A poda de renovação é uma técnica mais drástica que pode ser realizada após algumas estações de produção, quando as plantas de morango começam a declinar em produtividade. Esta poda estimula o crescimento de novas plantas saudáveis. É importante adaptar as práticas de poda ao tipo de morango cultivado e às condições específicas do cultivo. Recomenda-se realizar a poda com cuidado e ferramentas limpas para evitar danos às plantas.

Poda nos morangos
A produção de estolhos da planta mãe pode dar origem a novas plantas

Será que sabia todas estas informações sobre os morangos?

Artigo patrocinado pela Nutrofertil*

More like this

como usar o estrume na horta

Como usar estrume na horta: dicas e cuidados

O estrume é um dos fertilizantes orgânicos mais antigos e eficazes na agricultura. No entanto, o seu...
como melhorar a fertilidade do solo

Saiba como melhorar a fertilidade do solo naturalmente

Melhorar a fertilidade do solo é uma das tarefas-chave para qualquer agricultor, seja ele iniciante ou experiente....
ervas aromáticas e medicinais

Dicas para o cultivo de ervas aromáticas e medicinais

O cultivo de ervas aromáticas e medicinais é uma prática antiga e extremamente benéfica, tanto pela sua...