Nutrição das plantasProdução agrícola e técnicas

Adubos líquidos: o que são, principais características e aplicações que deve saber

Sabia, por exemplo, que os adubos líquidos podem ser aplicados na parte aérea das plantas ou ao solo, através da fertirrega? Por exemplo, a absorção de nutrientes contidos neste tipo de adubos é realizada através das estruturas foliares tais como as cutículas. Depois de ocorrer este processo, os nutrientes acabam por ser transportados para partes distintas das plantas, sendo posteriormente assimilados e utilizados para garantir o bom crescimento e desenvolvimento das culturas.

Descubra mais sobre a temática dos adubos líquidos neste novo artigo, nomeadamente as suas principais características, formulações e também o seu modo de aplicação.

O que são adubos líquidos: tudo o que deve saber

Definem-se como adubos líquidos todos os fertilizantes que podem ser manipulados, armazenados e posteriormente aplicados nas culturas agrícolas na forma líquida.

De facto, a produção comercial de adubos líquidos não é algo recente, tendo sido iniciada já há várias dezenas de anos através do processo de dissolução de matérias primas no estado sólido. Com o avanço dos anos, as utilizações de adubos líquidos por parte dos agricultores têm crescido bastante e por essa razão, as empresas de fertilizantes têm apostado em formulações deste tipo de adubos cada vez mais completas sem nunca esquecer o fator da sustentabilidade.

Os adubos líquidos apresentam-se em duas formas distintas: as soluções e as suspensões.

As soluções caracterizam-se por adubos líquidos que se apresentam sob a forma de soluções isentas de material sólido. Já as suspensões apresentam uma fase sólida que se encontra dispersa em meio líquido, sendo necessário o uso de agentes de suspensão como argilas para aumentar a viscosidade e evitar a formação de precipitados.

É importante também ter em conta que tal como os adubos sólidos, também os adubos líquidos podem apresentar problemas no que diz respeito à sua qualidade inerente, razão pela qual deve fazer uma criteriosa seleção deste tipo de produtos.

Outro problema frequente que pode ocorrer é a corrosividade dos adubos que caso não seja evitada, pode levar à destruição dos equipamentos agrícolas que são usados para a sua aplicação.

Mas como podemos avaliar a qualidade de um adubo líquido?” – deve estar a questionar-se.

 A qualidade de um adubo líquido pode ser avaliada através de parâmetros físicos e químicos, por exemplo.  No que diz respeito aos parâmetros físicos podemos destacar
a temperatura da reação e cristalização, a viscosidade, densidade, grau de limpidez, entre outros.

Já nos parâmetros químicos, que podem ser uma ajuda fundamental para determinar a qualidade de um adubo líquido, podemos destacar a quantidade de nutrientes, a sua forma química, pH, concentração, etc. Outros parâmetros físico-químicos que são importantes de ter em conta na análise da qualidade dos adubos líquidos podem ser, por exemplo, a solubilidade, a higroscopicidade (absorve a humidade do ar), o empedramento (cimentação das partículas) e o índice salino.

Este tipo de adubos podem ser fabricados através de misturas a quente (hot mix) e a frio (cold mix), as mais tradicionais, sendo que a diferença entre ambos os processos anteriormente enunciados é a libertação, ou não, de calor no momento de elaborar a sua formulação.

Principais vantagens da utilização de adubos líquidos

A aplicação de adubos líquidos tem associadas várias vantagens, entre elas: facilidade de transporte e manuseamento, menores custos de produção, menor poluição dos recursos hídricos e atmosfera, aplicação mais uniforme e eficiente, menores exigências em termos de maquinaria agrícola necessária para a sua aplicação, possibilidade de incorporação de outros produtos, entre outras.

Como tornar a aplicação de adubos líquidos mais eficiente?

Se o seu objetivo é tornar a aplicação de adubos líquidos mais eficiente, saiba que deve ter em consideração a quantidade de adubos líquidos que utiliza e a sua produtividade agrícola associada. Para isso, é importante ter em conta a natureza dos próprios adubos líquidos, o processo de deposição e infiltração dos nutrientes do solo, o custo, mão de obra necessária, etc.

Para garantir uma boa eficiência na utilização destes nutrientes, deve ter em conta a probabilidade das raízes de, facilmente, “encontrarem nutrientes” aplicados através destes adubos líquidos logo no início do seu ciclo produtivo.

Deve ainda ter em conta os processos de perdas dos nutrientes através de lixiviação, volatilização e fixações físico-químicas e biológicas.

Modos de aplicação dos adubos líquidos

Existem vários modos de aplicação dos adubos líquidos tendo em conta a facilidade de aplicação e também de forma a potenciar dos resultados das culturas.

Os termos adubações de fundo e cobertura são mais adequados para o uso de adubos sólidos uma vez que os adubos líquidos podem ser aplicados desde a plantação até à colheita, portanto, o uso dos adubos líquidos é constante.  

As adubações de fundo realizam-se antes ou em simultâneo à realização da sementeira ou plantação, podendo ser feitas aplicações na cobertura total no solo ou aplicações feitas de forma mais aplicada.

Quando se têm em consideração aplicações em cobertura total no solo, os adubos líquidos são aplicados/ espalhados sobre todo o terreno. Neste tipo de aplicações de adubos líquidos, os nutrientes são assimilados de forma mais fácil e dessa forma promovem um mais rápido e homogéneo desenvolvimento das culturas.

Já as aplicações localizadas de adubos líquidos consistem nas aplicações de fertilizantes apenas em determinadas zonas do solo (no sulco, banda, via gota a gota,  por exemplo).

Os adubos líquidos da Hubel Verde

Os adubos líquidos da Hubel Verde são fornecidos através de frota própria, a granel. Com uma equipa especializada, a utilização dos adubos líquidos é a via segura no que respeita à qualidade e garantia das concentrações de elementos nutritivos.

A sua utilização é uma das formas mais fáceis e eficientes de realizar a fertirrega, permitindo em cada momento, aplicar o equilíbrio mais adequado à fase de desenvolvimento da cultura (adubação por medida).

O uso de adubos líquidos não exige qualquer preparação ou diluição prévia podendo ter o pH ajustado às necessidades. Por outro lado, a aplicação de adubos líquidos permite a total automatização do sistema e da mão de obra.

Dado que cada caso é um caso e que as necessidades nutricionais de cada cultura e características da exploração são únicas, a Hubel Verde realiza análises laboratoriais à água de rega, solo e material vegetal.

Saiba mais sobre a gama de Adubos BluDiamond Líquidos e adubos VS líquidos.

Este artigo foi patrocinado pela Hubel Verde

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo