Colaboradores

Mafalda Reis Pereira

Mafalda Pereira é uma aficionada pela Agronomia, Agricultura e todas as temáticas com elas relacionadas. Licenciada em Ciências de Engenharia – Perfil em Engenharia Agronómica, pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, e Mestre em Engenharia Agronómica pela mesma instituição.Desenvolveu trabalhos na temática da Horticultura Social e Terapêutica, objeto de estudo do seu Relatório de Estágio da Licenciatura, tendo publicado o artigo ‘Efeitos da Prática de Horticultura na empresa Cantinho das Aromáticas na Qualidade de Vida dosVoluntários’ em acta de congresso do VI Congreso Internacional de Agroecoloxía.

Efetuou ainda, no âmbito da dissertação de Mestrado, um trabalho de investigação denominado “Phenological forecasting models and pollen quality of Vitis vinifera L.” e publicou um artigo na mesma temática “Comparision of pollen quality in Vitis vinífera L. cultivars na revista Scientia Horticulturae 227 (2018) 112-116.

José Pena

Os meus gostos vão-se cruzando entre a agricultura e a silvicultura portuguesa, na qual tenho o gosto intrínseco pelas florestas, pela diversidade agrícola e pelo desenvolvimento rural do nosso país.Sou natural de Vila do Conde e estudo Agronomia na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, em Ponte de Lima. Em 2017 tornei-me Técnico Superior de Mecanização e Automação Agrícola na mesma faculdade e fui distinguido pelo desempenho académico e pelo espírito associativo na faculdade.Ao longo do meu percurso académico participei em algumas associações e órgãos, na qual destaco:

•           Eco-Escola:
presença neste órgão da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima que vocaciona à sustentabilidade, educação ambiental e cidadania;

•           Eco-ESA:
Vogal da direcção da Associação de Ecologia da Escola Superior Agrária de Pontede Lima;

•           IAAS Ponte de Lima: Coordenador do Programa de Intercâmbio; Ao longo destes anos tenho tentado aprender novos conhecimentos nas minhas áreas de estudo o que me levou a participar em diversas iniciativas fora do contexto escolar. Destaco:

→        Participação na II edição da Coimbra Woods, que decorreu na Escola Superior Agrária de Coimbra de 21/7/2014 a 27/7/2014

→    Participação na Comunix, Participação ativa de jovens na governação de áreas comunitárias,que decorreu no Município da Lousã e no Centro de investigação Florestal de Lourizán (Pontevedra) de 16/8/2017 a 2/9/2017

→        II 24Horas Agricultura Syngenta – Escola Superior Agrária de Coimbra 1 e 2/4/2017

14º Lugar da classificação geral e Prémio Simpatia

→        III 24
Horas Agricultura Syngenta – Escola Superior Agrária de Ponte de Lima – 7 e
8/4/2018

1º Lugar da classificação geral, Prémio Equipa Teórica, Prémio Syngenta e Prémio Equipa

 →       Participação em seminários, workshops e jornadas organizadas noutras faculdades e universidades

Anselmo Falcão

Anselmo Falcão é um apaixonado pelo Ambiente e pela Agronomia, natural de Angra do Heroísmo, onde desenvolve a sua atividade profissional no Núcleo de Proteção Ambiental da Guarda Nacional Republicana. Possui o Curso de Proteção da Natureza e do Ambiente, ministrado pela Agência Portuguesa do Ambiente. Licenciado em Guias da Natureza, pela Faculdade de Ciências Agrárias e Ambientais, da Universidade dos Açores, onde foi distinguido com um Diploma de Mérito pela mesma universidade, devido ao seu desempenho académico.

Mestre em Engenharia Agronómica, com um trabalho de investigação sobre o “Balanço de Nutrientes em Explorações Agrícolas da Ilha Terceira”, culminando com apresentação do seu estudo no VII Congresso Ibérico dasCiências do Solo (CICS 2016). Doutorando em Ciências Agrárias, especialidade emCiências dos Solo, com o desenvolvimento em curso de um trabalho de investigação denominado “Estudo da correção da acidez dos solos agrícolas da Ilha Terceira e determinação da “Necessidade em Cal”.

Formador Certificado, pela Direção Regional da Educação dos Açores nas áreas e domínios das Ciências Agrárias e da Educação Ambiental.

Ana Lúcia Pereira

Ana Pereira é uma entusiasta pela área da produção de alimentos. Licenciada em Ciências de Engenharia – Perfil de Engenharia Alimentar, pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, sempre se interessou também pelo perfil de Engenharia Agronómica do mesmo curso. É mestre em Tecnologia e Ciência Alimentar pela mesma instituição, tendo tido a oportunidade de estagiar numa indústria agroalimentar, onde trabalhou na extensão do tempo de vida útil de frutos minimamente processados, aliando assim o seu gosto pela agronomia com a sua área de formação. 

Ana Maria Páris Coixão

Ana Coixão admira várias áreas das Ciências Agrárias e das diversas temáticas que as envolvem, particularmente a Agronomia, tendo-se formado na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, sediada em Ponte de Lima, nesta área tendo seguido pelo ramo da produção vegetal e concluído a licenciatura em novembro de 2018, ao apresentar o seu relatório de final de curso com o tema “Estudo de parâmetros agronómicos e nutricionais de variedades de milho forragem”, no qual obteve nota máxima. Interligado com este tema também colaborou com outras autoras na apresentação da “Avaliação de diferentes estratégias de rega na produção de milho silagem no Entre Douro e Minho” no II Congresso das Agrárias em 2017. Na mesma Escola Superior Agrária formou-se também no curso de especialização tecnológica em gestão da qualidade e sistemas ambientais em 2015, tendo adquirido conhecimentos sobre a realização de auditorias, procedimentos para o controlo da qualidade, entre outros.

Miguel Nunes

Sou natural de Ponte de Lima, vila onde concluí o meu percurso académico tendo-melicenciado em Biotecnologia na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Ao longo dos três anos tive ainda aoportunidade de contactar com as diferentes áreas da Biotecnologia numa série deworkshops, palestras e visitas a empresas de sucesso, o que ao pouco me foi
incutindo o gosto pela cultura de tecidos vegetais, área em que estagiei pelo
programa Erasmus + estágios na Facultade de Bioloxía da Universidade de Vigo
com o tema “Biotecnologia de Plantas: Micropropagação de Kalanchoë daigremontiana”, no qual obtive 18 valores. Em equipa com
quatro colegas de Agronomia tive a oportunidade de participar nas II 24h da
Agricultura Syngenta na ESAC, uma experiência que me enriqueceu na área das
Ciências Agrárias, tendo contactado de perto com a agricultura moderna
automatizada, e o que de novo se vem aplicando. Interligado com a licenciatura,
resultou um poster publicado no
Jornal Frontiers “Is
the community-level physiological profile (CLPP) affected by sediment chemical
composition? The case of
the rivers Minho, Cávado and Lima estuaries.”

Mário Pereira

Mário Picoto Pereira, 25 anos e natural da Chamusca. O gosto pela tauromaquia e pelas actividades culturais da minha terra sempre foram muito vincadas em mim, tal como o gosto e o sentido de responsabilidade pelas nossas raças autóctones portuguesas mas também pela importância das demais raças exóticas.
Em 2016 realizei o meu estágio curricular numa exploração de bovinos de carne, onde trabalhei com vacas aleitantes de raça Autóctone (Mertolenga) e de raça exótica (Limousine), onde mais tarde desempenhei algumas funções profissionais. Em 2017 apresentei o meu trabalho final de curso, cujo tema foi a “Análise da produtividade de um efectivo de vacas aleitantes – Mertolengas e Limousines”. Neste estudo comparei alguns parâmetros reprodutivos entre as raças, dentro do mesmo modo de exploração e em modos de exploração diferentes (sequeiro e regadio), dando um foco maior à adaptação das Mertolengas na região em estudo (Ribatejo). No presente ano desempenhei funções como secretário técnico da raça bovina Charolesa.
Em 2018 iniciei funções na Agromais CRL, mais propriamente com o ramo da logística e manutenção, no sector dos cereais, onde me encontro até ao momento.
email: mario_j_pereira@hotmail.com
LinkedIn: www.linkedin.com/in/mário-picoto-pereira-35781114b

This div height required for enabling the sticky sidebar