Floresta

Conheça exemplos de boas práticas na plantação de um eucaliptal

Resultado de imagem para produtores florestais

BOAS PRÁTICAS NA PLANTAÇÃO

A instalação do eucaliptal deve adotar as melhores práticas silvícolas nas operações, que se resumem em quatro momentos: licenciamento, preparação do terreno, escolha da planta e plantação.

O início de um investimento é sempre uma etapa crucial em qualquer negócio, principalmente se este for um povoamento florestal que se espera manter no terreno por um período de gestão de 30 a 40 anos, sujeito a diferentes riscos, como sucede no eucaliptal.

De forma genérica, a plantação engloba toda a fase de planeamento até à prática de colocar as plantas no terreno, assumindo um papel importante pois grande parte dos custos de gestão ocorre nesta altura.

LICENCIAMENTO

A primeira etapa do ciclo de gestão de um eucaliptal corresponde ao licenciamento da área para que se possa realizar a plantação. Esta etapa é obrigatória e exige o cumprimento da legislação em vigor e boas práticas silvícolas.

O licenciamento é feito por técnicos habilitados pelo ICNF, que podem ser contactados através das associações de produtores florestais, grupos de certificação, ou outras empresas florestais. Obriga à realização de um projeto florestal a submeter ao ICNF, através da plataforma RJAAR (Regime Jurídico aplicável às Ações de Arborização e Rearborização), e à sua aprovação formal.

PREPARAR O TERRENO

Esta operação deve descompactar o solo; controlar a rebentação dos cepos, a biomassa resultante do corte e a vegetação existente; realizar o alinhamento da plantação; e facilitar a realização das operações seguintes.

A preparação irá influenciar o número de plantas a colocar no terreno, pois determina o espaçamento das entrelinhas de plantação – a densidade de plantas deve variar entre 1 000 a 1 600 plantas/ha (dependendo da qualidade do solo, se existem terraços, etc.).

ESCOLHER A PLANTA

A escolha da planta é uma das decisões mais importantes no planeamento da plantação, porque não é feita apenas para a rotação atual (10 a 12 anos), mas também para as seguintes, pelo menos mais duas rotações, dada a possibilidade de gerir o eucaliptal em talhadia. A planta de eucalipto pode ser de dois tipos, dependendo da sua origem. Assim, a planta pode ser proveniente de um processo de produção por sementeira (seminal) ou por estaca (clone).

QUANDO E COMO PLANTAR

O momento da plantação deve ter em conta as condições climatéricas de cada região. Nas regiões mais secas (Sul e Interior) deve dar-se preferência à plantação no outono, enquanto nas regiões mais chuvosas (Norte e Centro) é preferível que esta aconteça entre o final do inverno e meados da primavera.

Independentemente do equipamento de plantação, deve ser garantido que:

  • o torrão das plantas é bem molhado antes da plantação;
  • o torrão é colocado de forma vertical no solo e todo coberto de terra, incluindo até 2 cm do caule;
  • a planta é colocada no fundo do sulco de plantação, exceto em terrenos encharcados, em que se deve preferir uma posição mais elevada;
  • a planta é sempre colocada no sulco central de ripagem, exceto nos terraços em que deve ser colocada no sulco exterior (onde há maior volume de solo).

VER MAIS EM WWW.PRODUTORESFLORESTAIS.PT

….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.