Destaques

Há 343 castas aptas à produção de vinho em Portugal

Fonte: Agricultura e Mar

O total de castas aptas à produção de vinho em Portugal é de 343, segundo o IVV —  Instituto da Vinha e do Vinho no seu Anuário Vinhos e Aguardentes de Portugal 2020-2021.

A estrutura da lista oficial de castas, para além do nome, sinónimo e cor da casta, introduziu uma novidade, um código alfanumérico, que corresponde ao número da entrada na Colecção Ampelográfica Nacional, cujo papel é o de identificar as respectivas plantas padrão, de cuja observação e análise resultaram os dados descritivos, incluindo os microssatélites.

Ao código criado junta-se o prefixo PRT, identificativo de Portugal. Por outro lado a actualização da lista passa a ser da competência do IVV, ouvidas as entidades certificadoras, associações e federações representativas do sector vitivinícola.

Com a nova organização comum dos mercados dos produtos agrícolas (OCM única) foi estabelecida a obrigatoriedade dos Estados-membros procederem à classificação das castas destinadas à produção de vinho, determinando-se que apenas estas poderão ser plantadas, replantadas e enxertadas.

O Anuário Vinhos e Aguardentes de Portugal 2020-2021 disponibiliza informação relativa ao sector vitivinícola, nomeadamente regulamentação, património, estatística e organização do sector vitivinícola.

Trata-se da “mais completa publicação editada em Portugal sobre o universo vinícola português”, garante o Instituto da Vinha e do Vinho.

Pode consultar o Anuário e a lista das castas aptas à produção de vinho em Portugal aqui.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo