Fico bastante satisfeita quando percebo que existem cada vez mais apaixonados por plantas e que, mesmo não tendo um espaço exterior para tal, optam por ter plantas no interior da sua casa.

As plantas de interior são presença assídua na sala, cozinha, quarto, escritório e até na casa de banho. Sim, leu bem, na casa de banho.

A pensar nesta realidade, neste artigo trago-vos 5 exemplos de plantas de interior para ter na sua casa de banho. Curioso(a)? Então continue a ler este artigo.

Cuidados essenciais com as plantas de interior

Antes de detalhar quais as 5 plantas de interior que recomendo para esta divisão da casa, é importante perceber que também estes tipos de plantas exigem cuidados especiais.

Mais vale regar a menos do que a mais

Tal como em outro tipo de plantas, a rega deve ser uma tarefa que deve dedicar tempo e atenção. O conselho que dou normalmente é que mais vale regar as suas plantas de interior com pouca água do que colocar água em demasia, acabando por as encharcar/” afogar”.

Pense comigo: qual a tarefa mais fácil? Adicionar mais água caso necessite ou retirar o excesso de água? Acho que concordamos com a resposta a esta questão.

Para que não falhe com a rega, aconselho-o(a) a observar as suas plantas com regularidade e estar atento aos sinais que elas apresentam.  O teste do dedo é uma prática fantástica que deve adotar como cuidado básico com as suas plantas. Coloque o dedo no substrato: se ao retirar o dedo ele “vier seco” está na hora de regar. Se caso contrário, vier com terra húmida agarrada é sinal que a rega pode aguardar mais um pouco.

Uso um substrato adequado a plantas de interior

Tenho reforçado muitas vezes que para cada tipo de planta, o seu substrato.

O substrato para plantas de interior deve conter os nutrientes que estas necessitam (especialmente azoto, fósforo e potássio) para que a sua nutrição seja assegurada e além disso, não deve ser excessivamente compacto para garantir a expansão das raízes e deve reter a humidade.  Deve usar um substrato adequado para este tipo de plantas tanto na plantação como no momento do transplante.

Para potenciar a saúde e beleza das suas plantas de interior, ex. SIRO Interior.

Tenho boas notícias para si: já existem substratos disponíveis no mercado com adubação mineral de libertação controlada até 9 meses, como é o caso do substrato SIRO INTERIOR.

Este substrato, é indicado especialmente para plantação e transplante de todo o tipo de plantas de interior.  Para além de ser enriquecido com adubação mineral controlada como referi anteriormente, possui uma formulação adequada capaz de promover a cor verde das folhas das suas plantas de interior.

Para além destas vantagens nutritivas que este substrato possui, é constituído por argila expandida micro granulada que favorece o arejamento/ drenagem, e ao mesmo tempo, uma humidade estável que o sistema radicular das suas plantas necessitam.

Saiba mais sobre este substrato aqui.

Fatores climáticos

Tenha também atenção a alguns elementos climáticos que podem influenciar o bem-estar das suas plantas de interior.

Luminosidade: se o ambiente da sua casa é bem iluminado, mas a luz não alcança as plantas de interior com facilidade, pode optar por fornecer-lhes luz artificial.

Para o efeito, compre umas lâmpadas incandescentes que podem substituir a luz natural que estas plantas necessitam.

Temperatura: a grande maioria das plantas de interior não toleram muito bem mudanças abruptas de temperatura, podendo em muitos casos parar de crescer e/ou as suas folhas caírem.

Humidade:humidade equilibrada é outro fator que deve ter em atenção dado que é essencial para o ótimo crescimento da maioria das plantas de interior.

Conheça 5 plantas de interior indicadas para a sua casa de banho

Espada de São Jorge

Espada de São Jorge

Esta é talvez das variedades de suculentas mais conhecidas, e é originário da África do Sul.  Tal como o nome indica, a sua forma faz lembrar uma espada, não possuindo caule. As folhas desta suculenta caracterizam-se por ser largas e achatadas, podendo atingir uma altura até 1 metro ou superior.

As cores destas folhas são geralmente verde-azuladas, possuindo manchas esverdeadas ou amarelas. Esta suculenta pode dar flor, com cor branca ou amarelada.

A espada de São Jorge caracteriza-se também por ser uma excelente purificadora do ar, podendo “transformar” substâncias tóxicas presentes no ar em oxigénio.

Tem poucos cuidados de manutenção, gosta de muita humidade e pode ficar sem regar por algum tempo que não sairá prejudicada.

Bambu da sorte

Esta planta está no “pódio” como uma das plantas de interior mais resistentes nesta lista.  Além deste ponto interessante, e para quem gosta do lado espiritual, há quem diga que é uma grande fonte de boas vibes.  Como gosta de humidade, é uma boa planta de interior para a casa de banho.  Quanto aos cuidados de manutenção, são muito poucos os que esta planta exige sendo ideal para pessoas que não tenham muito jeito nem tempo para este tipo de cuidados.  Para que esta planta se mantenha bonita e saudável, basta regá-la uma vez por semana que será suficiente.

Bambu da sorte

Aloé Vera

Aloé Vera

Penso que todos vocês já ouviram falar do aloé vera nem que não seja por ser um constituinte muito presente na grande maioria dos cosméticos. Além disso, o interior desta planta pode ser usada ​para ajudar a aliviar a pele, minimizar danos e dores de pequenas queimaduras ou diminuir a presença de eczemas.  O aloé vera é também muito benéfica como purificadora do ar, pois auxilia no processo de filtração das toxinas. Tem também cuidados de manutenção baixos, apenas necessita de garantir alguma luminosidade na sua casa de banho e uma rega mensal pois sobrevive bem em ambientes de secura.

Clorófitos ou planta-aranha

Os Clorófitos (Chlorophytum comosum) são uma planta ornamental conhecida em Portugal com o nome planta-aranha.  É uma planta ornamental muito bonita e para além disso, ela ajuda a purificar o ar em sua casa eliminando substâncias nocivas no meio ambiente. Estas plantas ajudam a purificar o ar com mais rapidez, evitando a permanência de odores marcantes, como o cheiro a fritos.

Por se caracterizar por ser uma planta bastante resistente à humidade, aconselho a que seja utilizada em cozinhas ou casas de banho. São plantas pequenas que se adaptam muito bem a espaços interiores, sendo tolerantes inclusive ao ar-condicionado e a poucos cuidados.

Gardénia

A gardénia adapta-se bem tanto a ambientes exteriores como interiores. No segundo caso, e para ter sucesso, necessita de garantir que o interior da sua casa (neste caso a sua casa de banho) seja “brindada” com alguma luz natural.

Possui flores perfumadas o que é uma mais valia tanto como elemento decorador desta divisão da casa como desempenha funções de ambientador natural conferindo um aroma bastante agradável.

Dado que a luz solar direta é uma condição essencial para ter esta planta na sua casa de banho, apenas o faça caso esta divisão tenha janelas ou algum postigo que permita a entrada deste tipo de iluminação.

E vocês? Também têm plantas de interior nas vossas casas de banho? Se sim, quais? Contem-me tudo 😊

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here