Preços globais dos alimentos subiram em janeiro, diz a FAO

Autora do artigo: Sara Sousa, Agroop

Os preços globais dos alimentos aumentaram 1,8% em janeiro deste ano, disse a FAO hoje, dia 7 de fevereiro. A culpa foi, sobretudo, dos laticínios e dos óleos de palma e soja.
O preço dos cereais subiu marginalmente, devido a “uma procura mundial robusta.” O preço dos óleos cresceu 4,3% desde dezembro, em particular o óleo de palma, devido a uma quebra de produção sazonal nos principais países produtores.
Já o preço dos latícinios aumentou 7,2%, “revertento sete meses de preços em queda.” O motivo? Oferta limitada da Europa face à forte procura interna e redução sazonal da oferta da Oceânia. O preço do açúcar subiu 1,3%, sobretudo devido à valorização do Real face ao dólar americano, pois o Brasil é o maior exportador mundial.
Quanto ao preço da carne, registaram-se poucas mudanças – embora a FAO não tenha podido contar com dados dos EUA, devido ao shutdown do governo.
O aumento foi medido de acordo com o Índice de Preços de Alimento, um indicador da FAO para as alterações mensais nos preços internacionais de alimentos básicos.

acientistaagricola

Olá, sou a Rosa. Nasci e cresci em meio rural e desde cedo percebi o que queria fazer para o resto da vida. Mais tarde, quando entrei no ensino superior tornei-me Técnica Superior do Ambiente e Agrónoma, áreas que sempre me fascinaram. Este blog é mais do que um projecto pessoal...é  o culminar de duas paixões: a escrita e as ciências ambientais e agrárias. Este é um local de encontro entre todos aqueles que partilham destas mesmas paixões.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *