Plantas ornamentais

Principais cuidados a ter com a Poinsettia: como sobreviver pós-Natal


Aposto que muitos de vocês que estão a ler este artigo têm uma Poinsettia em casa, especialmente nesta quadra festiva. Mas será que sabem quais os cuidados que devem garantir para que esta sobreviva após esta época e volte a florescer no próximo ano? Neste artigo partilho convosco algumas das principais dicas que deve ter em conta para manter esta planta bonita e saudável pelo máximo de tempo possível. Descubra aqui quais os principais truques.

Há quem a conheça por Euphorbia pulcherrima mas a maioria das pessoas conhece esta planta por Estrela-de-Natal ou Poinsettia.
A Estrela-de-Natal teve origem no México mais concretamente na região de Taxco del Alarcon e rapidamente se difundiu um pouco por todo o mundo.

Esta planta entra em floração entre os meses de dezembro e janeiro e caracteriza-se por possuir brácteas de cor vermelha (as variedades mais comuns), no entanto, também é possível encontrar estrelas-de-natal com brácteas de cor branca, cor-de-rosa ou fúcsia.
Provavelmente sempre associou a cor desta planta às flores, mas tal não é correto. A cor destas plantas é concedida pelas brácteas que se caracterizam por serem estruturas foliares que servem para proteger as flores. O termo correto destas flores é inflorescências que podem ser identificadas na planta por pequenas flores de cor amarela.
A designação mais comum pelo qual estas plantas são conhecidas, estrelas-de-natal, deve-se sobretudo ao facto de ter sido utilizada durante “anos a fio” pelos frades missionários na decoração das igrejas especialmente na época natalícia, por serem consideradas um símbolo de pureza e prosperidade.
A Poinsettia caracteriza-se por ser uma planta caducifólia que embora seja característica de climas com temperaturas mais altas, pode ser mantida em climas mais frios desde que localizada no interior de sua casa ou em locais soalheiros e abrigados de condições climatéricas adversas. Se plantada em local definitivo, pode se transformar num arbusto que poderá atingir até 5 metros de altura, desde que sejam garantidas todas as condições de cultivo que abordarei no tópico seguinte deste artigo.

Condições essenciais para manter a sua Poinsettia sempre bonita


Se comprou ou lhe ofereceram uma Poinsettia saiba que pode mantê-la bonita em vaso ou transplantá-la no início do Verão para local definitivo.
Vamos por partes.
No caso de manter a sua Poinsettia no interior da sua casa, saiba que esta necessita de estar localizada num local com uma boa exposição solar, se possível, numa divisão da sua casa quentinha e com boa iluminação (perto de uma janela ou numa marquise, por exemplo). Dando primazia a divisões da sua casa viradas a sul. Evite que a sua planta esteja perto de fontes de calor como lareiras ou aquecedores pois a probabilidade de desidratar é maior.
Se pretender transplantar a sua Poinsettia para local definitivo quando as temperaturas forem mais agradáveis, saiba que deve escolher zonas onde “bata mais o sol” e onde as temperaturas são mais quentes, nunca se esquecendo que esta planta pode atingir até 5 metros de altura, transformando-se num arbusto muito bonito.

Como plantar a sua Poinsettia no exterior


Espere pela subida de temperaturas para transplantar a sua planta para o local definitivo. Depois, faça uma cova que seja de dimensões suficientes que garantam o desenvolvimento da raiz e da planta (cova deve ter pelo menos o dobro da dimensão da raiz).
Cova feita, coloque a sua Poinsettia no seu interior e encha-a com o substrato SIRO Royal, adequado a plantas com este tipo de características. Por ser enriquecido com adubo de libertação controlada e lenta, proporciona os nutrientes apropriados para o desenvolvimento saudável das plantas durante 14 meses.
Depois da instalação da planta, deve proceder à rega logo de seguida. Atenção à quantidade de água que adiciona ao solo pois este tipo de plantas é sensível ao excesso de água nas raízes, podendo levar ao seu apodrecimento.
Garanta que as necessidades nutricionais da planta são satisfeitas, fertilizando exclusivamente perto da base da planta, com adubo orgânico por exemplo. Se usar Siro Royal possui a vantagem de este já possuir na sua composição adubos de libertação lenta, que vão fornecendo à planta os nutrientes que esta mais necessita nas alturas certas, evitando cuidados adicionais neste sentido.

Como cuidar da sua Poinsettia no interior de sua casa


No caso de entender que deve mantê-la em vaso, garanta que esta está num local onde consegue receber maior exposição solar.
Dado que a rega é uma questão bastante sensível, ressalvo mais uma vez que o substrato não deve estar encharcado e no caso de a sua Poinsettia estar em vaso, evite a todo o custo que o vaso mantenha água no fundo ou no prato dado que pode ser um foco disseminador de doenças.
Para evitar que rega em demasia, faça o teste do dedo regularmente. Se o substrato estiver seco, regue. Se por acaso ao colocar o dedo este vier com terra agarrada, é um indicador claro de que ainda não deve regar.
Durante a rega, localize a água para o pé da planta de forma a evitar molhar e danificar as suas brácteas.
Tanto em ambientes exteriores como interiores não deve descurar as podas. Um bom sinal de que pode estar na altura ideal de podar é quando verificar que a flor começa a apresentar partes com coloração amarela, devendo nesses casos podar a extremidade dos seus galhos. Um bom momento para executar a poda nestas plantas é quando a sua floração terminar que coincide com a estação primaveril. As brácteas voltarão a colorir-se por volta do outono.
Espero que tenha gostado das minhas dicas e que as coloque agora em prática!
Boas festas 😊

Nota: esta planta é bastante tóxica para cães e gatos e por essa razão, não se deve colocar em sítios que estes animais tenham acesso.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo