Destaques

Produção na vindima de 2020 com queda generalizada

Fonte: Agricultura e Mar

As vindimas decorreram a bom ritmo ao longo do mês de Setembro, sendo que grande parte já estão concluídas, diz o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2020, do Instituto Nacional de Estatística (INE).

As condições de desenvolvimento da cultura foram muito heterogéneas, quer entre regiões, quer ao longo do ciclo, conduzindo a estimativas divergentes relativas à evolução da produção face à campanha anterior.

Nas primeiras fases de desenvolvimento vegetativo registaram-se problemas no abrolhamento no interior Centro, provocados por geadas e quedas de neve tardias. Já durante os meses de Abril/Maio, as condições meteorológicas foram propícias ao surgimento de fortes ataques de míldio, obrigando ao reforço dos tratamentos fitossanitários.

Registaram-se ainda prejuízos causados pela queda de granizo (interior Centro) e por escaldões (interior Norte, Ribatejo e Alentejo).

Perante estes cenários, as previsões do INE apontam para diminuições acentuadas no interior Norte e Centro (entre -20% e -35% face a 2019), e para a manutenção ou ligeiros aumentos nas restantes regiões vitivinícolas.

Diminuição de 5% na produção total de vinho
Globalmente, os técnicos do INE estimam uma diminuição de 5% na produção total de vinho. De referir que, apesar da recepção nas adegas de algumas vindimas com cachos a apresentarem sintomas de traça (Lobesia botrana Denis & Schiffermüller) e podridão, os mostos obtidos permitem antever vinhos equilibrados de acidez, teor alcoólico, aroma e cor.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.