Domingo, Junho 16, 2024

UE: Insecticidas com clorpirifos proibidos já a 1 de Fevereiro de 2020

Fonte: Agricultura e Mar

A Comissão Europeia adoptou hoje, 10 de Janeiro, o fim da aprovação para o mercado europeu de pesticidas com as substâncias activas clorpirifos e clorpirifos-metil na sequência da confirmação, pela Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), de efeitos nocivos para a saúde humana, especialmente genotoxicidade e efeitos neurotóxicos.

Os pesticidas com aquelas substâncias activas usadas em insecticidas para o combate a pragas e doenças de culturas do Sul da União Europeia, são proibidos já no dia 1 de Fevereiro de 2020.

CAP contra

Relembre-se que já em Outubro de 2019, a CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal se mostrava contra esta possível decisão, umas vez que “esta substância activa é “da maior importância em culturas como os citrinos, a pêra Rocha, as macieiras e a vinha, para além de ser fundamental no combate a pragas de quarentena como o Scaphoideus titanus (Flavescência dourada) em vinha, a Trioza erytreae (Psila africana) em citrinos e Halyomorpha halys (Percevejo asiático) em pomóideas”.

A Comissária Europeia responsável pela Saúde e Segurança Alimentar, Stella Kyriakides , sublinhou que “proteger os cidadãos de produtos químicos perigosos é uma prioridade do meu mandato e do Pacto Verde para a Europa. A Comissão não hesitará em proibir qualquer pesticida para o qual tenha sido demonstrado um impacto perigoso na saúde. Peço agora aos Estados-membros que retirem de seus mercados nacionais os produtos que contêm essas duas substâncias”.

Os regulamentos serão publicados no Jornal Oficial nos próximos dias.

DGAV alerta para perigo para as abelhas

Segundo a DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária, os insecticidas com a substância activa clorpirifos-metilo, actuam por contacto, ingestão e fumigação. E acrescenta que é “muito perigoso para abelhas; não aplicar na época de floração. Extremamente perigoso para organismos aquáticos. Não aplicar em terrenos agrícolas adjacentes a cursos de água”.

acientistaagricola
acientistaagricolahttp://acientistaagricola.pt
Olá, sou a Rosa. Nasci e cresci em meio rural e desde cedo percebi o que queria fazer para o resto da vida. Mais tarde, quando entrei no ensino superior tornei-me Técnica Superior do Ambiente e Agrónoma, áreas que sempre me fascinaram. Este blog é mais do que um projecto pessoal...é  o culminar de duas paixões: a escrita e as ciências ambientais e agrárias. Este é um local de encontro entre todos aqueles que partilham destas mesmas paixões. 

Related Articles

Queres receber as nossas newsletters?

Preencha os campos abaixo para se inscrever.

* ao clicar em "inscrever", está a aceitar as nossas condições de marketing.
- Publicidade -spot_img
spot_img

Últimos artigos