Stévia: já ouviu falar?

Se é um curioso por saber mais e está atento às tendências da alimentação saudável, certamente já ouviu falar sobre a stévia ou estévia. Esta planta é cada vez mais um substituto dos açúcares refinados devido às suas folhas que conferem um sabor bem mais doce do que o comum açúcar de cana, e melhor de tudo, mais saudável. Saiba mais sobre esta planta, e aprenda a cultivar stévia aí na sua casa com as dicas que lhe vou dar neste artigo.

cultivar stévia
Stevia, Stevia Rebaudiana Bertoni, Stevia Rebaudiana, Stevia (Genus, Asteraceae, Eupatorieae) and have Stevioside (Steviol glycosides) extracted from its leaves

A stévia, conhecida também por estévia ou erva-de-açúcar cujo nome científico é Stevia rebaudiana, é originária da América Central e América do Sul.

Possui na sua composição compostos naturais mais doces que o conhecido açúcar de cana (até 300 vezes mais), sendo cada vez mais usado na culinária.

Por ser um adoçante natural, não provoca o aumento dos níveis de glicose no sangue e por essa razão é umas das melhores opções para os diabéticos. Além disso, por possuir calorias insignificantes, é uma óptimo aliado no combate à obesidade e ao aparecimento de cáries. Apenas usando diretamente as suas folhas, pode conseguir adocicar até 20 vezes mais que o acucar refinado, o que é extraordinário.

Quer aprender a cultivar stévia na sua casa? Então continue a ler este artigo.

Como cultivar stévia: dicas básicas para começar

Antes de cultivar stévia no local que escolheu para o efeito saiba que esta planta é perene e faz parte da família das Asteráceas atingindo alturas até 1,20metros. A sua haste é ramificada, as suas folhas simples inteiras e as flores agrupadas e de cor branca. Quanto aos frutos, estes apresentam apenas uma única semente e cor escura. Conheça abaixo tudo o que deve fazer para cultivar stévia em casa.

1- Compre plântulas ou sementes de stévia

Este é o passo mais óbvio. Para cultivar stévia na sua casa, pode optar por comprar sementes de stévia, plântulas ou plantas já envasadas.

Deixo-lhe alguns links ou pode tentar comprar online esta planta:

1- https://www.planfor.pt/comprar,stevia-erva-doce,1472,PO

2- https://www.plantarportugal.org/index.php/sementes-aromaticas/stevia.html

3- https://www.amu.bio/_stevia

4-kit de cultivo: https://www.planetahuerto.pt/venda-kit-de-cultivo-stevia-rebaudiana_06227?gclid=Cj0KCQjwybD0BRDyARIsACyS8mtn8v726663rdM8qY7itFkw06qw2ByXv1fvaHIggn0AORsjdSIItv8aAhKiEALw_wcB

Caso não queira comprar online, pode sempre esperar esta pandemia passar para comprar num viveirista ou centro de jardinagem, que certamente irá encontrar aquilo que procura. Depois de adquirir as plantas, não se esqueça de transplantá-las para vasores de maiores dimensões(capacidade de 1,5l é suficiente).

Não se esqueça que, no que diz respeito aos solos, a stévia gosta de solos com um bom teor em matéria orgânica e um pH entre 6 e 8.

Saiba também que, depois de adquirir os vasos desta planta, deve colocá-la num local com boa exposição solar e temperaturas agradáveis, que seja abrigado do vento e das geadas. De forma a protegê-las, pode usar estruturas de protecção como estufins, principalmente nas fases iniciais do seu ciclo de vida, quando estas se apresentam mais frágil.

No que diz respeito à rega, não se esqueça de garantir as necessidades hídricas da planta frequentemente, mas aplicando pouca água de cada vez para não encharcar.

Se quiser transplantar a planta do vaso para um local definito que escolher, saiba que a melhor altura é agora no ínicio da Primavera, de Março a Abril.

cultivar stévia

Cultivar stévia: principais cuidados

Já abordei de forma leviana o transplante destas plantas, mas quero agora aprofundar este tópico pois esta operação cultural pode comprometer todo o sucesso do cultivo de stévia.

Quando transplantar, deve ter em consideração que deve regar cuidadosamente mas sem “encharcar” de forma a evitar o apodrecimento da raíz. Para facilitar esta tarefa pode sempre fazer o teste do dedo, colocando o dedo na terra ou substrato de forma a avaliar o grande humidade do mesmo, regando-o apenas quando estiver húmido.

Nas alturas do ano em que se verifiquem temperaturas mais elevadas como no verão, pode ser necessário regar esta planta quase todos os dias.

A fertilização é também um aspecto importante para garantir que a stévia cresça e se desenvolva corretamente. Por isso, garanta que o solo possui bastante matéria orgânica e se necessário, fertilize recorrendo a uma adubo rico em magnésio e cálcio (micronutrientes que a planta necessita).

Um outro cuidado que deve ter ao longo do crescimento e desenvolvimento das plantas de stévia é que vá removendo frequentemente as flores que forem aparecendo. Este procedimento é indispensável pois são estas mesmas flores que conferem um sabor mais amargo às folhas da stévia. Para além disso, o aparecimento de flores na stévia impedem que as folhas apareçam na quantidade que é esperada e pretendida.

Há medida que forem aparecendo folhas secas nas plantas de stévia, é importante que as vá removendo também.

No que diz respeito ao aparecimento de pragas e doenças, a stévia não é uma planta com muitos problemas. Os problemas fitossanitários mais comuns são o míldio e o oídio (que pode combater com calda bordalesa) e pragas de insectos (que pode combater com uma solução de sabão insecticida).

cultivar stévia

Cultivar stévia: não se esqueça de podar

A poda, tal como em outras plantas, é uma operação cultural bastante importante. A melhor altura para podar é no mês de Junho, sendo especialmente importante para promover a emissão de novos rebentos. Quando podar, garanta que as suas plantas ficam com um tamanho aproximadamente de um palmo acima da terra.

Colheita: quando?

Quanto à colheita, um bom sinal de que pode ser uma boa altura para colher as suas folhas é quando observar que a planta está a tornar-se lenhosa.

A produção destas “folhas doces” estende-se até novembro, no máximo.

Não se esqueça que devido a ser uma planta com origem tropical, “não se dá” bem com temperaturas muito baixas.

Nos meses mais frios, aconselho-o(a) a utilizar uma manta térmica de forma a cobrir as suas plantas de stévia e protegê-las das temperaturas mais baixas.

Se por acaso as suas plantas de stévia começarem a adquirir tonalidades castanhas, basta estimular a produção de rebentos através da poda bem perto da base da planta. Através desta operação, as plantas irão novamente rebentar e dar “o ar da sua graça” no ano seguinte.

Como usar as folhas de stévia

As folhas de stévia têm utilizações múltiplas: frescas ou secas, em chás, cafés, infusões, sobremesas e muitos pratos culinários.

Basta dar aso à sua imaginação e brilhar de forma saudável!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here