Quinta-feira, Maio 23, 2024

Como produzir bichos da seda: o que deve ter em conta

Os bichos-da-seda, também conhecidos como Bombyx mori, são criaturas fascinantes que desempenham um papel crucial na produção de seda. Originários da China antiga, estes insetos têm sido criados há milénios devido às suas fibras de seda luxuosas e valiosas. Se estás interessado em iniciar a tua própria produção de bicho-da-seda, este guia abrangente irá orientar-te em cada etapa do processo. Aproveite este artigo para aprender como produzir bichos da seda na sua casa.

Onde guardar os bichos da seda?

Um pouco sobre a origem e história da produção dos bichos da seda

Os bichos-da-seda, inicialmente criados na China há milénios, desempenham um papel crucial na produção de seda, que é amplamente valorizada em todo o mundo. A China manteve o segredo da produção de seda por séculos, tornando-se a principal produtora global. Juntamente com países como o Brasil, Índia, Uzbequistão e Tailândia, representam cerca de 98% da produção mundial.

A seda natural é produzida por insetos e aracnídeos, mas é a seda animal, especificamente dos bichos-da-seda, que é amplamente utilizada industrialmente para uma variedade de produtos têxteis. Além disso, os produtos e subprodutos da sericicultura têm uma ampla gama de utilizações, incluindo na medicina tradicional chinesa, onde são utilizados para reduzir a glicemia no sangue e tratar várias condições de saúde.

A fibroína e a sericina são as duas proteínas principais encontradas na seda natural, que também está a ser explorada em novas aplicações, como biomateriais na medicina, cosmética e na indústria alimentar e bioquímica. Além disso, os bichos-da-seda têm potencial para serem utilizados como alimento em missões espaciais de longa duração, devido à sua capacidade de produção eficiente em termos de espaço e tempo.

A produção de bicho-da-seda é uma atividade que combina tradição e inovação, fornecendo uma ampla gama de produtos e subprodutos valiosos. Com a crescente procura por materiais sustentáveis e naturais, a seda continua a desempenhar um papel importante em diversas áreas da vida humana.

Bichos da seda onde encontrar

O bicho da seda selvagem e a sua domesticação

O bicho-da-seda selvagem é composto por mais de 500 espécies, porém apenas cinco delas são utilizadas comercialmente para a produção de seda, com destaque para o Bombyx mori, também conhecido como bicho-da-seda da amoreira. Estes insetos pertencem principalmente às famílias Bombycidae e Saturniidae.

As espécies selvagens, que não se alimentam de folhas de amoreira, são principalmente da família Saturniidae e são encontradas principalmente na Índia, China e Japão. Estas espécies produzem uma seda mais grosseira e escura, conhecida como seda selvagem, que inclui variedades como a seda tasar, seda tasar de carvalho, seda eri e seda muga.

O processo de domesticação do bicho-da-seda da amoreira começou há cerca de 7500 anos e terminou há cerca de 3984 anos. Estes insetos dependem inteiramente da intervenção humana para sobreviver. A taxonomia completa do Bombyx mori é detalhada, destacando a sua classificação na classe dos insetos e na ordem dos lepidópteros.

Os bichos-da-seda da amoreira são classificados de acordo com características de criação, como univoltinos, bivoltinos e polivoltinos, dependendo da frequência com que se reproduzem ao longo do ano. Além disso, são identificadas características genéticas primárias e secundárias que influenciam seu desenvolvimento.

“Univoltinos”, “bivoltinos” e “polivoltinos” são termos utilizados para descrever a frequência com que os bichos-da-seda se reproduzem ao longo do ano:

  1. Univoltinos: Estes bichos-da-seda estão associados à sericicultura europeia. Eles reproduzem-se apenas uma vez por ano. Os ovos desses vermes permanecem inativos durante o inverno e eclodem na primavera.
  2. Bivoltinos: Estes são encontrados principalmente na China, Coreia e Japão. Eles reproduzem-se duas vezes por ano, ou seja, têm dois ciclos de vida ao longo do ano.
  3. Polivoltinos: Estes bichos-da-seda são nativos de climas tropicais. Eles têm uma capacidade de reprodução muito maior, com ovos eclodindo em cerca de 9 a 12 dias após serem depositados. Isso permite até oito ciclos de vida por ano.

Como cuidar de bichos da seda em casa?

Como produzir bichos da seda

Saber como produzir bichos da seda não é complexo. Abaixo, segue o passo a passo a ter em conta para produzir bichos da seda na sua casa.

1-Seleção e Aquisição dos Ovos

O primeiro passo para iniciar a produção de bicho-da-seda é adquirir os ovos. Estes podem ser comprados de fornecedores especializados em criação de bichos-da-seda ou online. Certifica-te de escolher ovos de qualidade, de uma linhagem saudável e livre de doenças.

2-Preparação do Ambiente de Criação

Os bichos-da-seda são sensíveis às condições ambientais, portanto, é essencial preparar um ambiente adequado para sua criação. Um espaço limpo e arejado, livre de correntes de ar e com temperatura estável em torno de 25°C é ideal. Os recipientes de criação devem ser higienizados e fornecer espaço suficiente para os insetos se movimentarem.

3- Alimentação e Cuidados

Os bichos-da-seda alimentam-se exclusivamente de folhas de amoreira, sendo importante garantir um fornecimento constante deste alimento fresco. As folhas devem ser cortadas em pedaços pequenos e substituídas regularmente para evitar a contaminação por bactérias e fungos. Além disso, é fundamental monitorizar a humidade e a temperatura do ambiente para garantir o bem-estar dos insetos.

Sabe mais sobre a cultura da amora aqui.

como produzir bichos da seda

4- Ciclo de Desenvolvimento

Os ovos eclodem em larvas, que passam por várias fases de crescimento, conhecidas como instares, antes de se transformarem em crisálidas. Durante esse processo, é importante fornecer condições ideais de alimentação e cuidados para garantir um desenvolvimento saudável. Após cerca de um mês, as crisálidas eclodem em mariposas adultas.

5-Colheita da Seda

Quando as larvas atingem o estágio de maturidade e começam a produzir casulos, é hora de colher a seda. Os casulos são cuidadosamente recolhidos e colocados em água quente para amolecer a cola natural que une as fibras de seda. Em seguida, as fibras são enroladas em carretéis para formar os fios de seda.

6-Processamento da Seda

Os fios de seda podem ser processados de várias maneiras, incluindo fiagem, tingimento e tecelagem. O processo de fiar os fios requer habilidade e paciência, pois as fibras são extremamente delicadas. O resultado final é um tecido macio e luxuoso, conhecido como seda, amplamente valorizado na indústria têxtil.

Considerações Finais:

A produção de bicho-da-seda é uma atividade fascinante que combina arte, ciência e tradição. Ao seguir as etapas deste guia e dedicar tempo e atenção aos cuidados necessários, podes desfrutar do processo gratificante de criar esses insetos magníficos e colher as suas preciosas fibras de seda. Espero que este artigo o tenha ajudado a saber como produzir bichos da seda de forma simples.

Até ao próximo artigo.

acientistaagricola
acientistaagricolahttp://acientistaagricola.pt
Olá, sou a Rosa. Nasci e cresci em meio rural e desde cedo percebi o que queria fazer para o resto da vida. Mais tarde, quando entrei no ensino superior tornei-me Técnica Superior do Ambiente e Agrónoma, áreas que sempre me fascinaram. Este blog é mais do que um projecto pessoal...é  o culminar de duas paixões: a escrita e as ciências ambientais e agrárias. Este é um local de encontro entre todos aqueles que partilham destas mesmas paixões. 

Related Articles

Queres receber as nossas newsletters?

Preencha os campos abaixo para se inscrever.

* ao clicar em "inscrever", está a aceitar as nossas condições de marketing.
- Publicidade -spot_img
spot_img

Últimos artigos