Fonte: Agricultura e Mar

O Governo decidiu proibir a caça à rola-comum (Streptopelia turtur) até 2024, como medida de protecção temporária da espécie. A caça à rola-comum estava já proibida na época venatória 2021-2022.

Segundo a Portaria n.º 161/2022, de 20 de Junho, assinada pelo secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas, João Paulo Catarino, “as populações de rola-comum (Streptopelia turtur), embora tenham revelado uma recente estabilidade populacional, na sequência da interdição de caça nos países atravessados pela rota migratória ocidental, não alcançaram ainda as condições aprovadas para o levantamento da moratória”.

E acrescenta que considerando a recomendação de interdição de caça à rola-comum por parte da Comissão Europeia “e a importância do esforço supranacional na recuperação da espécie, deve Portugal adoptar igual medida de protecção e manter a interdição de caça até ao final do actual calendário venatório”.

Proibição em 2021

Relembre-se que no final de Julho de 2021, Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) decidiu proibir transitoriamente a caça à rola-comum na época venatória de 2021-2022, “em linha com os países da União Europeia abrangidos pela rota migratória ocidental”. “Mesmo sem caça há uma probabilidade significativa de se manter o declínio da espécie”.

E acrescentava que os estudos desenvolvidos ao nível da união Europeia, em cooperação com os vários Estados-membros e organizações sectoriais, conduziram ao desenvolvimento de um plano de acção internacional para a conservação da rola-comum, a implementar até 2028, bem como um modelo de gestão de caça adaptativa.