Como aumentar ou diminuir o pH do solo: o que deve saber

Certamente que já se questionou algumas vezes sobre qual será o pH do seu solo ou, se já sabe qual a faixa de valores ao certo, talvez já se tenha questionado como o tornar mais adequado para as culturas que quer produzir. Testar o pH do solo é a primeira coisa que deve fazer e consoante os resultados aprender como aumentar ou diminuir os seus valores. Neste artigo, abordarei em que consiste o pH de um solo, qual a sua importância e como ajustá-lo para os valores que pretende. Ou seja, como aumentar ou diminuir o pH do solo. Estas informações parecem-lhe úteis? Se sim, então continue a ler este artigo pois certamente irá encontrar informações que irá gostar.

Mas afinal o que é o pH do solo?

O pH, descreve a acidez ou alcalinidade de uma substância, neste caso refere-se ao solo. Esta é uma propriedade muito importante que qualquer agricultor por muito iniciante que seja deve ter em conta. Geralmente, a faixa ótima de pH para a maioria das culturas hortícolas anda por volta dos 5,5 a 6,5. Isto não significa que se o valor do pH do seu solo “cair fora” deste intervalo as suas culturas não vão sobreviver. Signifca que elas apenas se desenvolverão melhor no intervalo acima refiro.

Além da faixa ótima de pH de 6 a 7, algumas culturas têm preferências específicas fora desse intervalo. Por exemplo, culturas que prosperam em solos mais ácidos, abaixo do pH 5,5, incluem mirtilos, azáleas e rododendros. Estas plantas acidófilas adaptam-se bem a ambientes ácidos. Por outro lado, algumas culturas são mais tolerantes a solos alcalinos, acima do pH 7. Exemplos disso são o espargo e a beterraba.

Manter o pH adequado é crucial para garantir a disponibilidade ideal de nutrientes para as plantas. Em solos mais ácidos, certos nutrientes, como o alumínio, podem tornar-se excessivamente disponíveis, causando toxicidade e prejudicando o crescimento das plantas. Em solos alcalinos, ocorre o oposto, com a disponibilidade reduzida de nutrientes essenciais, como ferro, magnésio e zinco.

É importante que os agricultores conheçam as preferências de pH das culturas que cultivam e monitorizem regularmente o pH do solo. A aplicação cuidadosa de corretivos pode ajudar a ajustar o pH para atender às necessidades específicas das plantas, promovendo assim um ambiente de crescimento saudável e produtivo.

O que é pH do solo

A escala do pH

A escala de pH, que varia de 0 a 14, é fundamental para avaliar a acidez ou alcalinidade de uma substância. Valores inferiores a 7,0 indicam uma substância ácida, enquanto valores superiores a 7,0 indicam uma substância básica ou alcalina, sendo 7,0 considerado neutro.

O pH é uma medida da concentração de iões de hidrogénio livres na solução, sendo este o critério para determinar o número correspondente na escala. Quanto maior a presença de iões de hidrogénio, mais baixo será o número, indicando maior acidez.

Esta medida é de extrema importância na agricultura, pois influencia diretamente a disponibilidade de nutrientes para as plantas. Além disso, compreender o pH do solo é essencial para ajustar corretamente as práticas agrícolas e garantir condições ideais para o crescimento e desenvolvimento das culturas. Um pH adequado favorece a absorção eficiente de nutrientes pelas plantas, contribuindo para colheitas mais saudáveis e produtivas.

Medindo o pH do solo

Embora possa ter um bom entendimento do seu solo e seja hábil a observar as plantas, realizar um teste de pH no solo é uma abordagem crucial para assegurar uma análise mais detalhada e precisa.

Existem várias formas de medir o pH do solo. Adquirir um medidor de pH especializado para solos é uma opção eficaz, tal como a utilização de kits de teste domésticos. No entanto, a abordagem mais fiável envolve o envio de amostras de solo para laboratórios credenciados, que garantem análises precisas e detalhadas (considerada a melhor opção).

Ao testar diferentes áreas em várias profundidades, é possível obter informações valiosas sobre as condições do solo. Se o pH estiver dentro da faixa desejável de 6 a 7, pode não ser necessário ajustar significativamente o pH. No entanto, se as leituras indicarem valores acima ou abaixo dessa faixa, medidas específicas devem ser implementadas para elevar ou reduzir o pH do solo. Essas ações são fundamentais para criar um ambiente propício ao crescimento saudável das plantas, otimizando a absorção de nutrientes essenciais.

teste de pH

Fatores Naturais que Afetam o pH do solo

Os fatores ambientais e climáticos desempenham um papel crucial na determinação do pH  dos solos, influenciando diretamente as condições em que os agricultores cultivam. A precipitação surge como um dos elementos mais significativos nesse contexto. A chuva exerce o papel de “lavar” elementos fundamentais, como magnésio, potássio e cálcio, intensificando a presença de iões de elementos ácidos, a exemplo do hidrogénio e alumínio. Em regiões com baixa precipitação, os solos tendem a ser mais alcalinos, caracterizados por um pH superior a 7.

Assim como em diversas questões relacionadas aos solos, a textura (composição de areia, silte e argila) assume uma posição de destaque nas propriedades químicas. A redução do pH em solos arenosos difere consideravelmente da abordagem necessária para solos argilosos. Reduzir o pH em solos argilosos é uma tarefa mais desafiadora quando comparada aos solos arenosos, devido à capacidade das partículas de argila em reter elementos catiónicos. Conforme mencionado anteriormente, a medição do pH está diretamente relacionada à concentração de iões de hidrogénio carregados positivamente, sendo retidos de maneira mais eficaz nas superfícies de partículas de argila carregadas negativamente.

A introdução de matéria orgânica no solo surge como uma estratégia eficaz para lidar com esse desafio, uma vez que as partículas orgânicas ocupam parte das áreas superficiais das argilas. Por outro lado, as partículas de areia não possuem esses locais específicos, tornando mais simples a redução do pH. Contudo, é crucial agir com precaução, pois o pH pode facilmente atingir níveis excessivamente ácidos.

A disponibilidade dos nutrientes e o pH do solo

A disponibilidade de nutrientes é uma das informações mais cruciais a ter em conta em relação ao pH do solo. Cada nutriente possui um pH ideal no qual está mais disponível. O gráfico abaixo apresenta de forma clara esses nutrientes essenciais para as plantas e indica os seus níveis de disponibilidade.

ph do solo disponibilidade de nutrientes
Fonte da imagem: https://agroadvance.com.br/wp-content/webp-express/webp-images/uploads/2023/03/Imagem-destaque.png.webp

Nos extremos da escala de pH, alguns nutrientes tornam-se muito acessíveis, enquanto a maioria deixa de estar disponível. O ponto ideal, situado por volta de 6,5, representa o momento em que todos os nutrientes estão mais acessíveis. Compreender este conceito é fundamental, pois, em algumas situações, a deficiência de nutrientes evidenciada na planta pode resultar da disponibilidade, não da ausência do nutriente. Como irei explicar também neste artigo, quando o pH é demasiado baixo, o solo torna-se propenso à toxicidade de alumínio.

Toxicidade de Alumínio

Quando o solo atinge um pH de 4,5, está sujeito à toxicidade de alumínio. A toxicidade de alumínio não é benéfica. Nesse valor de pH, mais metais são lixiviados no solo, e a maioria das plantas não consegue crescer nessas condições. Caso more numa zona apresente  naturalmente um pH do solo entre 4,5-5,0, então cultive plantas que gostam de solo ácido, como mirtilos ou azáleas como referido acima, por exemplo. A outra opção é proceder à calagem do solo para aumentar o pH acima de 4,5.

testes de pH
Estas tiras coloridas são uma das formas de medir o pH do solo

Como corrigir o solo: aumentar ou diminuir o pH do solo

Depois de analisar o solo para determinar o pH, torna-se possível tomar decisões sobre como ajustar esse mesmo parâmetro. A tarefa de aumentar ou diminuir o pH do solo é complexa e requer a consideração de vários fatores. Vou partilhar  abaixo como aumentar ou diminuir o pH do solo.

Como diminuir o pH do Solo: o que ter em conta

Diminuir o pH do solo pode parecer complexo, mas vamos descomplicar neste tópico. Considere as seguintes opções para tornar o pH do seu solo mais baixo:

  1. Compostos de Enxofre:
    • Enxofre elementar, sulfato de ferro e sulfato de alumínio são escolhas para diminuir o pH do solo.
    • Fertilizantes com amónio, como sulfato de amónio, ureia e nitrato de amónio, também são eficazes.
    • Estes compostos criam ácido sulfúrico no solo, iniciando a redução gradual do pH.
  2. Desafios dos Compostos de Enxofre:
    • Utilizar compostos de enxofre pode ser complicado.
    • Reduzir o pH do solo é mais desafiador do que aumentá-lo, sendo um processo menos direto.
    • O enxofre elementar passa por uma reação biológica com bactérias do solo, tornando a redução do pH mais lenta.
    • Adicionar enxofre requer cuidado, pois um excesso podem transformar em pH a níveis muito baixos, resultando em solo ácido.
  3. Outras Considerações e Alternativas:
    • A decomposição da matéria orgânica libertada ácidos no solo, mas a contribuição é relativamente pequena.
    • Materiais orgânicos, como agulhas de pinheiro e borras de café, são mencionados como soluções por muitas fontes, mas não são muito eficazes para acidificar o solo.
    • Musgo de turfa e esfagno são recomendados, mas a capacidade de acidificar é temporária e menos eficaz.
    • Fertilizantes de amónio, como o nitrato de amónio, têm impacto limitado, enquanto fosfatos e sulfatos de amónio são mais eficazes.

Dicas Importantes:

  • A reação biológica com enxofre elementar exige paciência, pois demora mais tempo para reduzir o pH.
  • Em climas mais frios, a temperatura do solo afeta a atividade biológica, sendo crucial ajustar as práticas conforme necessário.
  • Ao tentar alterar o pH do solo, a moderação e compreensão das características específicas do solo são fundamentais.

aumentar ou diminuir o pH do solo

Como aumentar o pH do solo: o que ter em conta

A tarefa de aumentar o pH do solo deve ser realizada antes de este atingir um nível crítico de acidez, por volta de um valor de pH de 5. Existem várias correcções que podem ser adicionadas para aumentar o pH em solos que são naturalmente ácidos. Algumas opções incluem calcário calcítico, calcário dolomítico, cal hidratada, cal queimada, cal fluida e cinzas de madeira. Embora muitos jardineiros usem cinzas de madeira, é importante fazê-lo com cuidado, pois, sem testar adequadamente o solo, podemos correr o risco de torná-lo excessivamente alcalino. As cinzas de madeira são menos eficazes quando comparadas a outras opções.

O calcário calcítico, encontrado em viveiros e locais que vendem este tipo de soluções usadas em jardinagem, são uma escolha clássica. Embora seja comumente usado para aumentar o pH do solo, a quantidade necessária pode variar dependendo do solo do seu jardim.

O calcário dolomítico é outra opção que contém magnésio em vez de cálcio. Se o solo estiver carente de magnésio, o uso de calcário dolomítico pode ser mais apropriado. No entanto, é importante notar que o magnésio não beneficia a estrutura do solo da mesma forma que o cálcio. Se a intenção for adicionar magnésio ao calcário, é aconselhável alternar o uso entre calcário calcítico e dolomítico. Além disso, procurar por calcário moído de forma mais fina é vantajoso porque contribui para aumentar a área de superfície para reação no solo. O uso de cal fluida facilita a distribuição dado que  não produz pó, embora seja mais dispendioso, pode ser uma opção mais prática para iniciantes.

A cal hidratada e a cal queimada são altamente eficazes na subida do pH do solo, mas têm a desvantagem de serem cáusticas, o que significa que podem ser corrosivas. Na maioria dos casos, utilizar outros materiais de calagem, como o calcítico e o dolomítico, serve perfeitamente.

Uma correcção menos discutida, mas que pode ser útil para alterar a acidez em camadas mais profundas do perfil do solo, é o gesso. Este influencia a solubilidade do alumínio e é mais eficaz na alteração do pH em profundidade, apresentando também outros benefícios para o solo.

testes do pH do solo

Considerações Importantes
Ao alterar o pH do solo, é crucial considerar a capacidade tampão do solo, ou seja, a sua resistência a alterações de pH. Isto é especialmente importante ao reduzir o pH. Como mencionado anteriormente, a textura do solo desempenha um grande papel nessa capacidade, com solos argilosos apresentando maior resistência a mudanças. A capacidade de troca catiónica (CTC), relacionada à textura do solo, também influencia a resistência a alterações de pH. Solos com maior CTC têm uma capacidade tampão mais elevada.

Em suma,  ajustar o pH do solo é uma tarefa delicada que requer cuidado e consideração dos fatores específicos do solo em questão. O conhecimento da textura do solo, a capacidade tampão e a escolha adequada de como aumentar ou diminuir o pH do solo são fundamentais para uma gestão eficaz e sustentável deste parâmetro.

Veja abaixo como fazer um teste caseiro de pH ao seu solo. Costuma fazer estes testes?

Espero que tenha gostado deste artigo.

 

More like this

como usar o estrume na horta

Como usar estrume na horta: dicas e cuidados

O estrume é um dos fertilizantes orgânicos mais antigos e eficazes na agricultura. No entanto, o seu...
como melhorar a fertilidade do solo

Saiba como melhorar a fertilidade do solo naturalmente

Melhorar a fertilidade do solo é uma das tarefas-chave para qualquer agricultor, seja ele iniciante ou experiente....
ervas aromáticas e medicinais

Dicas para o cultivo de ervas aromáticas e medicinais

O cultivo de ervas aromáticas e medicinais é uma prática antiga e extremamente benéfica, tanto pela sua...