HortaHorta urbana

Hortas verticais: o que deve saber para cuidar corretamente

Já pensou em ter hortas verticais na sua casa ou apartamento? Este tipo de hortas distinguem-se das hortas convencionais em solo pelo facto de estarem na vertical, penduradas ou fixadas em estruturas verticais. Estas estruturas podem ser de vários tipos desde paredes da sua habitação, por exemplo. Para quem tem pouco espaço disponível para cultivar, as hortas verticais são uma boa opção para otimizar o espaço de cultivo que tem ao seu dispor. Há quem opte por comprar estruturas já prontas onde as hortas verticais podem ser customizadas e cultivadas uma série de plantas desde aromáticas a uma diversidade de hortícolas. Neste artigo, vou partilhar consigo os principais cuidados a ter em conta para criar a sua própria horta vertical e como cuidar dela corretamente posteriormente 🙂

o que plantar em hortas verticais

Condições que deve garantir para criar hortas verticais de sucesso

Como acontece também com as hortas convencionais é importante que tenha em conta quais as condições que deve garantir para a criação de hortas verticais. Entre elas, destacam-se o local de cultivo, o número de horas de exposição solar, a disponibilidade de água para regar, a existência de sombras (podem prejudicar o desenvolvimento da cultura), entre outras condições.

Tendo em conta o anteriormente indicado, saiba que deve ter em conta que a maioria das culturas hortícolas necessitam de pelo menos 6 horas de iluminação solar por dia. Por essa razão, escolha um local com uma boa exposição solar para garantir o pleno desenvolvimento das suas culturas. Locais como janelas, varandas ou marquises em que tenha algum espaço disponível pode ser exemplos de bons locais para instalar hortas verticais. No caso específico das janelas e marquises, tenha em conta que a redução da radiação solar poderá ser considerável (no mínimo 15%) uma vez que necessita de “atravessar o vidro” e também pelo ensombramento no interior de um edifício ser também superior.

A radiação solar é de facto muito importante para ativar o processo de fotossíntese e por essa razão, caso esteja limitada, pode interferir no crescimento das suas culturas.

No caso de morar num seu apartamento ou caso não possuir um local ensolarado, pode sempre escolher culturas que se adaptam bem a condições de sombra. Alguns exemplos de culturas que crescem bem em sombra parcial: folhas para salada como alface, rúcula ou agrião e folhas verdes como couve ou espinafre, por exemplo.

Outro conselho que gostaria de dar neste artigo é que comece pequeno. Sim, leu bem. Quando não temos muita experiência no cultivo de hortícolas é importante que comecemos com um área de cultivo pequena, escolhendo uma ou duas culturas. Se correr bem e gostar da experiência, num próximo ano pode ser aumentar o número de culturas produzidas.

ideias para hortas verticais

As hortas verticais e a escolha de recipientes

Para escolher quais os recipientes mais adequados para a sua horta vertical deve ter em consideração a profundidade que as raízes das suas culturas atingem. Este fator varia consoante o tipo de cultura utilizada e interfere na profundidade do substrato que colocará nos recipientes escolhidos. Culturas que possuam raízes com um profundidade superior a 20 cm necessitam de um vaso com um volume de pelo menos 10 litros. Culturas com raízes com mais de 40cm necessitam de vasos com capacidade de pelo menos 20L. É certo que quanto maior for o recipiente maior é o volume de solo disponível para as plantas e consequentemente maior a absorção da água e nutrientes fundamentais. Quanto ao tipo de vasos e canteiros a escolher, pode escolher vasos e canteiros de diversos materiais desde o barro, plástico, porcelana e até metal. Pode ainda reutilizar embalagens de garrafas e garrafões de água por exemplo, acabando por poupar.

Qualquer que for a sua escolha no que diz respeito ao tipo de recipientes deve garantir que a sua base é perfurada de forma a assegurar a drenagem. No caso de vasos que façam uma má drenagem a probabilidade do solo ficar encharcado e ocorrer asfixia radicular é maior. Nestes casos, acaba muitas vezes por ocorrer asfixia radicular e morte da planta. Para melhorar a drenagem pode sempre colocar material grosseiro no fundo do vaso tais como pequenas pedras ou em alternativa argila expandida.

Tipos de materiais dos recipientes

O material de que são feitos os vasos e floreiras irá influenciar a conservação da água e também a temperatura do substrato. Os vasos de barro acabam por “secar rapidamente” e os vasos de metal acabam por aquecer com facilidade o que provoca uma maior evaporação da água e um aumento da temperatura do substrato.

No caso das hortas verticais, poderá ser interessante construir uma espécie de “carrinho com rodas” onde coloca os seus canteiros e vasos para facilitar a deslocação para o sítio que mais gostar.

Semear ou plantar?

Antes de responder a esta questão é importante que escolha um substrato adequado às culturas que vai produzir. Existem já várias soluções no mercada adequadas par culturas hortícolas ou ervas aromáticas, por exemplo.

Relativamente a se deve semear ou plantar, depende um pouco dos seus gostos e da sua paciência. Se preferir semear, saiba que vai ter um maior tempo de espera até conseguir colher alguma coisa do que produziu.

Se escolheu semear tenha em atenção a profundidade a que coloca a semente( que depende da cultura escolhida). No dúvida, sigas as instruções do pacotes das sementes que comprou. Eu normalmente uso a regra de que a camada de terra que uso para cobrir as sementes seja o triplo do tamanho da semente ( sementes de abóbora terão obrigatoriamente de serem cobertas com uma camada mais espessa do que sementes de alface, por exemplo). No momento da compra das sementes verifique a data de validade dos pacotes e verifique se as mesmas estão bem acondicionadas e se não existe nenhum problema com as mesmas. É importante que leia atentamente todas as informações que estão contidas no rótulo do pacote pois serão uma grande ajuda. Se sobrarem sementes depois de realizar a sementeira guarde-as em envelopes e coloque-os em locais frescos e secos.
No caso de optar por comprar as plântulas no viveiro, verifique que estas se encontram com as folhas verdes e sem vestígios de pragas e doenças. Plântulas com mau aspeto são um indicador de que podem não ser assim de tão boa qualidade.

hortas verticais com paletes

Tipos de culturas ótimas para uma horta vertical

Agora que já conhece algumas dicas para as hortas verticais é importante perceber que tipo de culturas são bem adaptadas a este tipo de condições, quer em canteiros suspensos, vasos, floreiras, etc.

Exemplos de ervas aromáticas ótimas para hortas verticais: alecrim, manjericão, oregãos, salsa, coentros, cebolinho, sálvia, entre outras.

Exemplos de culturas hortícolas: alface, rúcula, brócolos, espinafres, acelgas e rabanetes.

Exemplos de frutas: frutos vermelhos como morangos e mirtilos.

Como fazer uma horta em apartamento: ideias para ter uma

vasos para hortas verticais

Espero que tenham gostado do meu artigo 🙂 Bons cultivos!

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo