Tudo o que deve saber para cuidar corretamente do Cato de natal

0
141
cato de natal

Nesta época natalícia quando pensamos em plantas associamos à estrela de natal (Poinsettia) ou o tradicional pinheiro de natal. Mas no mundo das flores há uma planta que se destaca pelos seus inúmeros botões de florais em especial nesta altura do ano. Com flores de cor branca, vermelha ou cor de rosa, o cato de natal torna-se impotente em qualquer sala ou hall de entrada. Se quiser saber como manter esta planta saudável e bonita durante todo ano este artigo é para si.  Também tem cato de natal em casa?

 

Nome científico: Schlumbergera truncatus

Nome Comum: Cato de Natal ou Cato da Páscoa. O nome muda consoante a localização e época de floração: no hemisfério norte é conhecido como cato de natal, uma vez que, a sua floração ocorre perto das festividades natalícias. No hemisfério Sul de onde é originaria, a sua floração ocorre perto das festividades da Páscoa, por isso que é conhecida como cato de Páscoa.

Origem:  Brasil

Ciclo: Perene

Tipo:  Luz indireta ou difusa.  Coloque sempre num local com muita luz filtrada, como por exemplo uma sala com muita luz difusa o dia todo. Só no inverno é que o cato de natal tolera a luz diretamente nas sua folhas, por este ser menos intenso. No verão o ideal é colocar sempre em meia sombra a sombra para não queimar os caules.

Folhagem: Permanente. O cato de natal é constituído por caules carnudos em fileira.

Floração: A época de floração do cato de natal é entre final de outubro até meados de janeiro, estimulado pela iluminação do espaço onde esteja. As flores podem ser de cor branca, vermelha ou cor de rosa.

cato de natal

Crescimento: É uma planta de crescimento lento e, por isso, só precisará mudar de vaso quando as raízes estiverem a sair do furos de drenagem. A época ideal de transplante é na primavera.   

Altura:  O cato de natal pode atingir os 35 cm de altura.

Temperaturas: As temperaturas de conforto para esta planta são entre 18ºC e os 24ºC para garantir a sua floração plena mas não tolera temperaturas abaixo dos 10ºC nem geadas. No verão pode estar no exterior e nos dias mais quentes pode pulverizar com água a sua folhagem. No inverno o ideal é colocar dentro de casa num local bem iluminado. O excesso de calor ou de frio comprometem a floração.

 

Solos:  Opte por substrato leve indicado para catos e suculentas já que promove a drenagem e o crescimento.

Se gosta de flores em pleno inverno o cato de natal irá florir a sua casa

 

Rega:  Ao contrario da maioria dos catos e suculentas, esta planta não tolera muito bem períodos de seca. Opte por água destilada ou água em garrafada e nunca água da torneira por causa do cloro e do calcário. Humedeça o substrato sem encharcar: regue de forma moderada e regular, duas vezes por semana nos meses de verão e uma vez de 15 em 15 dias no inverno.

A água deve escorrer pelo furo de drenagem já que água a mais potencia a podridão das raízes e atrasa a floração. Após a floração, em meados de janeiro, e depois do verão o número de rega devem diminuir uma vez que a planta entre em repouso (em descanso).

Propagação: Por estaca: O cato de natal é muito fácil e intuitiva de propagar, até as próprias emitem raízes entre os nós dos seus caules. Verifique os caules que estão saudáveis ou com raízes. Corte um pequeno segmento do caule limpo e coloque num vaso com substrato indicado para catos e suculentas. Rege, mas não em abundância e coloque num sitio abrigado do frio de correntes de ar. Se for o caso coloque os vasos com as estacas numa mini estufa e vá vigiando o seu crescimento.

O cato de natal é uma excelente opção como prenda de Natal

Fertilização:  No verão adube uma vez por mês com um fertilizante rico em fósforo e potássio. Desta forma estará a “alimentar” as reservas da planta para a floração.

Local ideal: Gosta do sol de inverno, mas não do de verão, de modo que nessa época deve colocá-lo numa área com sombra. Pode colocá-lo tanto dentro de casa como ao ar livre durante todo o ano, mas tenha em mente que não suporta geadas.

Se notar que as flores caem sem chegarem a abrir, pode ser devido a falta de água ou excesso de corrente de ar. Assim, mude a planta para um local afastado da corrente de ar e evite que a terra seque demasiado entre cada rega. Quando verificar que os botões começam a florescer, não gire a planta já que esta cresce em direção à luz e obrigar-lha-á a desabrochar novamente noutra direção. Nos meses de maior frio e vento, transfira o cato-de-natal para uma zona interior iluminada e abrigada. Devido a tendência de crescimento decadente dos caules, desenvolvimento para baixo, o cato de natal pode ser valorizado em vasos suspensos em altura ou colocados em estantes mais altas para podemos apreciar as suas flores.

 

 Podas:  Limpeza ou de formação. O Cato de Natal não é muito exigente em podas, pode sempre por podar algum caule que esteja doente ou atacado com algum inseto sempre que achar necessário. A poda de formação serve só mesmo para dar uma forma mais ou menos aberta, já que os caules têm uma tendência decadente (indicada para vasos suspensos em altura).

 

Cuidados extras:

Como qualquer planta que esteja maioritamente no interior da casa e devido à sua forma, devemos ter em atenção a presença de cochonilhas principalmente no interior do vaso ou no colo da planta. Estes bichinhos brancos tem a tendência em aparecer em locais não muito visíveis. Sempre que estiver a cuidar da planta redobre a sua atenção para estas zonas da planta e se possível passe um pano húmido nos caules de forma prevenir o aparecimento de patologias.

Se algum caule estiver com as pontas mais flácidas ou moles deve cortar para estimular novos rebentos e suprimir a rega, já que água em excesso leva a podridão tanto das raízes como dos caules.

Se os caules apresentarem pontas avermelhadas é sinal de exposição solar em excesso por isso deve colocar num local de meia sombra.

cato de natal

Se o cato de natal formar botões florais e estes estiverem a cair significa que está a regar incorretamente ou há variações de temperatura. Deste caso a planta necessita de estar no local habitual de floração. Quando há rega, rege pouco quando o substrato estiver seco.

O cato de natal senão florir com o passar dos anos significa que necessita de um período descanso, ou seja, coloque a num local fresco (cerca de 12ºC) durante 8 semanas, com poucas regas e sem luz à noite.  Finda este período pode colocar no local habitual e cuidar normalmente. Se o fizer no verão deve regar e adubar normalmente.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.