Hidroponia: a água enquanto meio de cultivo

Autor do artigo: Ecocenter.pt

Sabe em que consiste a hidroponia?

A hidroponia é uma técnica agrícola através da qual se cultivam plantas sem a necessidade do solo como fonte dos nutrientes necessários ao seu desenvolvimento. As plantas desenvolvem-se assim através de uma solução nutritiva, que contém água e todos os nutrientes essenciais ao desenvolvimento da planta.

O crescimento das plantas é estimulado através da adição de fertilizantes com o total controlo da quantidade de água, nutrientes utilizados, a alcalinidade e o oxigénio dissolvido. A hidroponia foca-se na alimentação das plantas e, assim, os resultados obtidos são consequência de uma alimentação equilibrada e não da manipulação do metabolismo da planta.

Algumas características como o ambiente, a temperatura e a humidade relativa, têm um efeito directo no crescimento da planta. As plantas gostam de ar fresco, os seus processos de fotossíntese estão dependentes da temperatura, humidade e circulação de ar adequados. A temperatura deve variar entre os 15 e os 30ºC e a humidade relativa deve ser superior a 40%. Outro factor a ter em conta é a luz. Assim, a escolha do local de cultivo deve ter em conta as variações sazonais, sombras de prédios ou árvores e a exposição solar.

 hidroponia significado

A produção hidropónica pode também utilizar luzes artificiais, mas deve haver a preocupação que estas luzes devem ter um espectro especifico e intensidade para que possam satisfazer as necessidades de todas as plantas, uma vez que plantas diferentes têm diferentes fases de crescimento e requerem diferentes espectros e intensidade de luz.

A produção hidropónica é assim feita em sistemas apropriados, que podem ser passivos ou activos. Nos sistemas passivos, a solução nutritiva permanece estática e é conduzida às raízes das plantas, geralmente por capilaridade. Nos sistemas activos, a solução nutritiva está sempre a circular com o auxílio de bombas.

Estes sistemas podem incluir substratos, ou seja, materiais que dão suporte físico às plantas. Estes substratos são feitos de materiais inertes para não provocarem qualquer alteração na solução nutritiva. Quando são utilizados fertilizantes orgânicos, estes substratos permitem também a instalação dos microorganismos na sua superfície.

A hidroponia pode ser utilizada para produção com diferentes objectivos, seja para produção em larga escala para venda em grandes superfícies, seja para a agricultura doméstica em que existe uma produção local para auto-suficiência.

hidroponia pdf

Mitos da hidroponia

  • Mito 1 – Hidroponia não é natural! Mas a verdade é que os nutrientes das plantas no solo são iguais aos nutrientes adicionados às soluções hidropónicas. A única diferença é que na solução hidropónica, os nutrientes estão a ser directamente absorvidos pelas raízes.
  • Mito 2 – Hidroponia é tóxica. Na agricultura convencional  muitas vezes são adicionados, pesticidas e herbicidas para que a agricultura seja rentável. Em hidroponia, como se tem muito mais controlo sobre o ambiente ao redor, consegue-se criar plantas mais saudáveis e resistentes e, por isso, minimizamos a utilização de pesticidas ou herbicidas.
  • Mito 3 – Hidroponia é difícil. Actualmente existem já diferentes soluções que permitem pessoas sem qualquer experiência possa iniciar a cultivar. O Ecocenter é uma loja especializada que vende sistemas com diferentes tipos de complexidade, dimensões e dá consultoria tanto para iniciantes como pessoas com mais experiência.
  • Mito 4 – Cultivar em Hidroponia é caro. Apesar de haver um investimento inicial, os sistemas são muito duradouros. Para além disso, por ser um cultivo muito fácil, acaba por reduzir o tempo necessário de manutenção e os custos com herbicidas, etc. Adicionalmente, estes sistemas permitem uma maior produção em menos tempo, logo a rentabilidade acaba por ser superior.
  • Mito 5 – A hidroponia é prejudicial para o ambiente. A verdade é que é possível utilizar sistemas fechados, que reduzem até 90% da água e a utilização de herbicidas e pesticidas pode ser nula. É possível ter um sistema sem qualquer impacto ambiental podendo assim tornar-se o sistema de cultivo mais sustentável que existe.
  • Mito 6 – Frutas e Vegetais hidropónicos sabem a nada/mal. Esta afirmação só é verdade em produção de grande escala em que são utilizados produtos de pouca qualidade para maximizar o lucro. Em agricultura doméstica ou agricultura de escala cuidada, utilizando produtos de alta qualidade consegue-se produzir alimentos com uma nutrição igual ou mais elevada e mais saborosos que os produzidos na agricultura convencional. 

 hidroponia agricultura

Vantagens e desvantagens da hidroponia

Vantagens

  • Maior rendimento por área – Por dispensar o uso de terra, a hidroponia pode ser verticalizada. No Japão por exemplo há cultivos hidropónicos no subsolo, em antigas estações de metro;
  • Maior produtividade da planta – Por receber e ter disponíveis os nutrientes que necessita em tempo integral, as raízes não gastam muita energia à procura no solo e a planta pode se concentrar na folhagem e frutificação e assim toda a plantação cresce saudável;
  • Maior qualidade de produto – Por poder ser cultivado em locais fechados, os vegetais estão menos susceptíveis a pragas e doenças e como a própria planta é mais saudável, é mais resistente e diminui a utilização de fertilizantes;
  • Permite colheitas durante todo o ano com recurso a estufas;
  • Mais eficiência e economia no uso de água e fertilizantes;
  • Ciclos de vegetação e frutificação mais curtos decorrentes do melhor controlo ambiental, A alface por exemplo, pode levar 60 a 65 dias para ser colhida no cultivo tradicional enquanto em Hidroponia pode cair para 35 a 40 dias;
  • Controle sobre a nutrição;

Desvantagens

  • Dependência de energia eléctrica ou sistemas alternativos (no caso dos sistemas activos), Se houver uma queda de energia e se o produtor não tiver um gerador há o risco de perder toda a produção;
  • Maior investimento inicial em equipamento;
  • Requer conhecimento da tecnologia e acompanhamento permanente (no caso de serem plantações comerciais);
  • Maior facilidade de disseminação de patogénico no sistema pela própria solução nutritiva circulante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *