Saiba Como Lidar com Doenças do Relvado: Prevenção e Tratamento

Ter um relvado verde e exuberante é o desejo de muitos proprietários de jardins. No entanto, a saúde do relvado pode ser ameaçada por várias doenças que afetam as plantas de relva. Estas doenças podem enfraquecer o relvado, descolori-lo e torná-lo pouco atrativo. Felizmente, com a adoção de práticas adequadas de prevenção e tratamento, é possível manter o seu relvado saudável e resistente a doenças. Neste artigo, vamos explorar estratégias para lidar com doenças do relvado, ajudando-o a manter um espaço verde exuberante em todas as estações.

Identificação das Doenças do Relvado

Antes de iniciar qualquer tratamento, é fundamental identificar corretamente a doença que afeta o seu relvado. As doenças do relvado podem ser causadas por fungos, bactérias ou vírus, e cada tipo de doença requer abordagens de tratamento diferentes. Os sintomas mais comuns de doenças do relvado incluem:

  1. Manchas ou áreas sem coloração nas folhas: As manchas podem variar de cor, forma e tamanho, dependendo da doença.
  2. Descoloração das folhas: As folhas podem tornar-se amarelas, castanhas ou até mesmo pretas em algumas áreas.
  3. Morte prematura da relva: Algumas doenças podem causar a morte prematura da relva, deixando áreas despidas no relvado.
  4. Crescimento anormal: O relvado pode exibir crescimento lento, folhas finas ou irregulares.
  5. Presença de mofo ou fungos: Aparecimento de mofo ou fungos nas folhas, ou no solo.

doenças no relvado como tratar

Estratégias de Prevenção

A prevenção é muitas vezes a melhor maneira de lidar com doenças do relvado. Aqui estão algumas estratégias eficazes para manter o seu relvado saudável e resistente:

1. Escolha da Relva Certa

Comece por escolher a espécie de relva adequada para o seu clima e condições do solo. Algumas variedades de relva são naturalmente mais resistentes a certas doenças. Consulte um especialista em jardinagem ou um viveiro local para obter orientação sobre a melhor escolha de relva para o seu jardim. Saiba que relva semear aqui.

2. Manutenção Adequada

Uma manutenção adequada é essencial para a saúde do relvado. Siga estas diretrizes:

  • Rega: Evite regar em excesso, pois o excesso de água pode criar condições favoráveis para o desenvolvimento de doenças. Regue de manhã cedo para permitir que o relvado seque durante o dia.
  • Corte: Mantenha a altura de corte adequada para a sua espécie de relva e não corte mais do que um terço do comprimento das folhas de cada vez. Mantenha as lâminas da máquina de cortar afiadas para evitar ferir as folhas.
  • Fertilização: Fertilize conforme as recomendações para a sua espécie de relva, evitando o excesso de fertilização, o que pode enfraquecer o relvado.
  • Arejamento do Solo: Arejamento regular do solo ajuda a melhorar a circulação de ar e a drenagem, reduzindo o risco de doenças.

3. Limpeza e Remoção de Detritos

Mantenha o relvado livre de detritos, como folhas caídas e restos de relva cortada. Estes detritos podem abrigar esporos de fungos e criar um ambiente favorável para o desenvolvimento de doenças.

4. Rotação de Culturas

Se tiver várias áreas de relvado, considere a rotação de culturas, ou seja, alternar as espécies de relva em diferentes áreas do seu jardim. Isto pode ajudar a prevenir a propagação de doenças específicas para uma espécie de relva.

Tratamento de Doenças do Relvado

Se o seu relvado já estiver afetado por uma doença, é importante agir rapidamente para minimizar os danos. Aqui estão algumas etapas a seguir:

1. Identificação

Como mencionado anteriormente, identificar corretamente a doença é fundamental para determinar o tratamento adequado. Consulte um especialista em jardinagem ou leve uma amostra das folhas afetadas a um viveiro para diagnóstico.

2. Controlo Físico

Em alguns casos, pode ser necessário realizar o controlo físico da doença. Isto pode incluir a remoção manual das folhas afetadas ou a poda das áreas doentes do relvado.

3. Fungicidas e Tratamentos Químicos

Em casos mais graves, pode ser necessário recorrer a fungicidas ou tratamentos químicos. Estes produtos podem ajudar a controlar o desenvolvimento da doença. É importante seguir as instruções do rótulo e, se possível, optar por produtos orgânicos ou menos tóxicos para o ambiente.

4. Melhorias no Solo

Em alguns casos, doenças do relvado estão relacionadas com problemas no solo. Melhorar a qualidade do solo através da adição de matéria orgânica, corretivos de pH e nutrientes pode fortalecer a relva e torná-la mais resistente às doenças.

5. Acompanhamento e Prevenção Futura

Após o tratamento, é essencial monitorizar o relvado regularmente para garantir que a doença não regresse. Continue a seguir práticas de manutenção adequadas para prevenir futuras infestações.

doenças no relvado

 

Principais doenças do relvado no outono: alguns exemplos

1-Fusariose no Relvado

A fusariose é uma doença provocada pelo fungo Fusarium spp. que afeta várias espécies de relva. É comummente observada durante os meses quentes de verão e também pode ocorrer na primavera e no outono. Os sintomas incluem áreas de relvado amareladas, murchas e mortas, frequentemente formando um padrão circular. A doença pode ser agravada pelo excesso de azoto no solo. A prevenção envolve a aplicação adequada de fertilizantes, rega correta e arejamento do solo.

Prevenção:

  1. Fertilização Adequada: Evite a fertilização excessiva com azoto, dado que pode tornar o relvado mais suscetível à fusariose. Siga as recomendações de fertilização para a sua espécie de relva.
  2. Rega Adequada: Evite regar em excesso, especialmente durante os meses quentes. Regue de manhã cedo para permitir que o relvado seque durante o dia.
  3. Arejamento do Solo: Promova o arejamento do solo para melhorar a circulação de ar e reduzir a compactação.

Tratamento:

  1. Fungicidas: Se a fusariose já estiver presente, pode ser necessário recorrer a fungicidas específicos. Consulte um profissional de jardinagem para determinar o tratamento adequado. Exemplo de fungicidas: Iprodiona, Clorotalonil + Propiconazol e Azoxistrobina.
fusariose doenças no relvado
Fonte: https://grass4you.com/blogs/tudo-sobre-jardins-blog-grass4you/principais-doencas-dos-relvados-final-do-verao-inicio-do-outono

2-Pythium no Relvado

O Pythium é um género de fungos responsável pela doença conhecida como Pythium blight no relvado. Esta doença é mais comum em condições de elevada humidade e calor. Os sintomas incluem manchas de relvado amarelado ou acastanhado que podem unir-se para formar áreas mais extensas afetadas. A prevenção implica melhorar a drenagem do solo, praticar a rega adequada e recorrer a fungicidas quando necessário.

Prevenção:

  1. Drenagem do Solo: Melhore a drenagem do solo para evitar a acumulação  de água nas áreas do relvado.
  2. Rega Correta: Evite a rega excessiva e regue de manhã para permitir que o relvado seque durante o dia.
  3. Fungicidas Preventivos: A aplicação preventiva de fungicidas pode ser considerada em áreas propensas ao Pythium, especialmente durante condições quentes e húmidas.

Tratamento:

  1. Fungicidas: Em casos graves, pode ser necessário aplicar fungicidas específicos para controlar a doença. Consulte um especialista de jardinagem para orientação sobre os produtos adequados. Exemplo de fungicidas: Fosetil de alumínio e Azoxistrobina.
Fonte:https://sodsolutions.com/lawn-issues/how-to-treat-pythium-blight/

3-Ferrugem do Relvado

A ferrugem do relvado é causada por vários fungos do género Puccinia spp. Os sintomas incluem manchas de cor laranja a castanha nas folhas da relva, semelhantes à ferrugem em plantas. A doença é mais prevalente em relvados frequentemente molhados pelo orvalho da manhã ou chuvas frequentes. A prevenção envolve a melhoria da circulação de ar no relvado, rega adequada e a aplicação de fungicidas quando necessário.

Prevenção:

  1. Melhorar a Circulação de Ar: Aumente a circulação de ar no relvado através da aeração do solo.
  2. Rega Adequada: Evite regar em excesso e regue de manhã cedo.
  3. Fungicidas Preventivos: A aplicação de fungicidas preventivos durante condições propícias à ferrugem pode ser uma opção.

Tratamento:

  1. Fungicidas: Em casos graves, aplique fungicidas específicos para controlar a ferrugem. Consulte um especialista de jardinagem para orientação. Exemplos: Clorotalonil + Propiconazol e Azoxistrobina.
doenças no relvado ferrugem
Fonte: https://grass4you.com/blogs/tudo-sobre-jardins-blog-grass4you/principais-doencas-dos-relvados-final-do-verao-inicio-do-outono

4-Anéis de Bruxas no Relvado

Os anéis de bruxas, ou fairy rings em inglês, são áreas circulares no relvado que frequentemente apresentam um crescimento mais luxuriante de relva ou cogumelos. Estas estruturas subterrâneas são causadas por fungos do género Basidiomycota. Os sintomas visíveis incluem descoloração ou crescimento excessivo de relva. A prevenção é desafiadora, mas medidas como aeração do solo e aplicação de fungicidas podem ser eficazes no tratamento.

Prevenção e Tratamento:

Os anéis de bruxas são difíceis de prevenir e tratar. Alguns métodos incluem:

  1. Arejamento do Solo: O arejamento  pode ajudar a melhorar a circulação de água e ar nas áreas afetadas.
  2. Remoção Manual: Remova o excesso de relva e cogumelos manualmente.
  3. Fungicidas: Em alguns casos, a aplicação de fungicidas pode ajudar no controlo dos anéis de bruxas.
Fonte: https://plantas-jardins.blogspot.com/2014/04/quais-sao-os-aneis-de-bruxa.html

5-Rizoctonia

A Rizoctonia é um género de fungos que causa várias doenças do relvado, incluindo a mancha de folha castanho e a podridão radicular. Os sintomas variam, mas podem incluir manchas escuras nas folhas, crescimento fraco ou morte prematura da relva. A prevenção envolve práticas de manutenção adequadas, como arejamento do solo, rega equilibrada e tratamento com fungicidas quando necessário.

Prevenção:

  1. Arejamento do Solo: Promova o arejamento regular do solo para evitar a acumulação de humidade.
  2. Rega Adequada: Evite regar em excesso e regue de manhã cedo.
  3. Fertilização Equilibrada: Fertilize o relvado de acordo com as recomendações para a sua espécie de relva.

Tratamento:

  1. Fungicidas: Em casos graves, aplique fungicidas específicos para controlar a Rizoctonia. Consulte um especialista de jardinagem para orientação.
Fonte: https://revistajardins.pt/cuide-do-seu-relvado/

6-Helmintosporioses

As helmintosporioses são causadas por fungos do género Helminthosporium spp. Estas doenças afetam a folhagem do relvado, causando descoloração, manchas e crescimento enfraquecido. A prevenção inclui a manutenção adequada do relvado, como rega apropriada, arejamento do solo e a aplicação de fungicidas quando necessário.

Em todos os casos, é crucial identificar corretamente a doença para determinar o tratamento adequado. Se o seu relvado estiver afetado por uma destas doenças, é aconselhável consultar um especialista em jardinagem ou agronomia para obter orientações específicas de tratamento e prevenção.

Prevenção:

  1. Arejamento do Solo: Promova o arejamento do solo para melhorar a circulação de ar.
  2. Rega Adequada: Evite regar em excesso e regue de manhã cedo.
  3. Fertilização Equilibrada: Fertilize o relvado conforme as recomendações para a sua espécie de relva.

Tratamento:

  1. Fungicidas: Em casos graves, aplique fungicidas específicos para controlar as helmintosporioses. Consulte um especialista de jardinagem para orientação. Exemplo: Tratamentos  fitossanitários à base de azoxistrobina.

doenças no relvado

Fonte: https://revistajardins.pt/doencas-de-outono-dos-relvados/helmintosporiose-relvado/

O vosso relvado também costuma a apresentar estes problemas? Se sim, quais?

More like this

como usar o estrume na horta

Como usar estrume na horta: dicas e cuidados

O estrume é um dos fertilizantes orgânicos mais antigos e eficazes na agricultura. No entanto, o seu...
como melhorar a fertilidade do solo

Saiba como melhorar a fertilidade do solo naturalmente

Melhorar a fertilidade do solo é uma das tarefas-chave para qualquer agricultor, seja ele iniciante ou experiente....
ervas aromáticas e medicinais

Dicas para o cultivo de ervas aromáticas e medicinais

O cultivo de ervas aromáticas e medicinais é uma prática antiga e extremamente benéfica, tanto pela sua...