Domingo, Junho 16, 2024

Ministério do Ambiente: 2023 regista até 28 de Julho o 4º valor mais reduzido de área ardida desde 2013

Fonte: Agricultura e Mar

O ano de 2023 regista, até ao dia 28 de Julho, o 3º menor valor em número de incêndios e o 4º valor mais reduzido de área ardida, desde 2013. Comparando valores de 2023 com o histórico dos 10 anos anteriores, registaram-se menos 27% de incêndios rurais e menos 70% de área ardida relativamente à média do período.

Os dados são do Ministério do Ambiente e da Acção Climática que, em nota de imprensa, apresenta um ponto de situação dos trabalhos realizados na prevenção de fogos rurais bem como dos “programas em curso com o propósito de transformar a floresta e a paisagem rural portuguesa”.

Destaca a mesma nota que, desde a aprovação do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais, as medidas de prevenção e preparação do território contribuíram para a “diminuição dos incêndios rurais nos meses de Verão que tiveram origem no uso do fogo”; e a “redução significativa dos incêndios com mais de 500/1000 hectares”.

Segundo os dados divulgados hoje, 30 de Julho, pelo ICNF — Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, este ano arderam 10.525 ha em espaços rurais, dos quais 34% foram em povoamentos florestais e 60% em matos. Os restantes ha ardidos registaram-se em terrenos agrícolas.

O Ministério do Ambiente e da Acção Climática realça que “o trabalho realizado em mais de 120.000 hectares pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas não tem paralelo nas décadas anteriores. Desde 2018, mais do que duplicou a área de gestão de combustível executada pelo ICNF”.

E acrescenta que, neste período, “foram realizados cerca de 28.500 hectares de rede primária e de Faixas de Interrupção de Combustíveis (nos territórios vulneráveis, já se encontra instalada mais de 50% da rede prevista) e mais de 56.000 hectares de mosaicos, essenciais para diversificar a base territorial e impedir a progressão do fogo”.

“O ICNF assume também uma dimensão cada vez mais relevante no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais, representando actualmente cerca de 18% do total do dispositivo”, refere a mesma nota.

acientistaagricola
acientistaagricolahttp://acientistaagricola.pt
Olá, sou a Rosa. Nasci e cresci em meio rural e desde cedo percebi o que queria fazer para o resto da vida. Mais tarde, quando entrei no ensino superior tornei-me Técnica Superior do Ambiente e Agrónoma, áreas que sempre me fascinaram. Este blog é mais do que um projecto pessoal...é  o culminar de duas paixões: a escrita e as ciências ambientais e agrárias. Este é um local de encontro entre todos aqueles que partilham destas mesmas paixões. 

Related Articles

Queres receber as nossas newsletters?

Preencha os campos abaixo para se inscrever.

* ao clicar em "inscrever", está a aceitar as nossas condições de marketing.
- Publicidade -spot_img
spot_img

Últimos artigos