Segunda-feira, Maio 27, 2024

Rendimento da actividade agrícola regista queda de 12% em 2022

 Fonte: Agricultura e Mar

O rendimento da actividade agrícola, em termos reais, por unidade de trabalho ano (UTA), registou um acentuado decréscimo de 11,7%, de acordo com a segunda estimativa das Contas Económicas da Agricultura (CEA) para 2022, elaborada com dados disponíveis até 30 de Março 2023, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE) na edição de 2022 das “Estatísticas Agrícolas”.

A redução nominal do valor acrescentado bruto (VAB) em 8,7% foi determinante nesta evolução, uma vez que os Outros subsídios à produção terão aumentado (+3,8%) e o volume de mão de-obra agrícola (VMOA) diminuído (-1,6%), refere os técnicos do INE.

E explicam que a redução do VAB, em termos nominais, resultou de um aumento do Consumo Intermédio muito superior ao aumento da Produção do ramo agrícola (+23,7% e +11,7%, respectivamente). Em termos reais, observou-se um decréscimo menos acentuado do VAB ( 5,8%), reflectindo as reduções em volume da Produção (-5,6%) e do Consumo Intermédio (-5,5%).

Adianta o documento que o acréscimo nominal da produção vegetal (+5,8%) resulta do efeito conjugado de uma diminuição em volume (-8,2%) e de um aumento dos preços de base (+15,3%). Com excepção dos frutos e do vinho, a generalidade dos produtos vegetais registou crescimentos em valor.

Produção Animal

Já a produção animal registou um ligeiro decréscimo em volume (-0,8%) e um acentuado aumento dos preços de base (+25,6%), resultando num acréscimo nominal de 24,6%, para o qual contribuíram, fundamentalmente, os bovinos (+16,1%), os suínos (+22,3%), os ovinos e caprinos (+8,0%), as aves (+29,8%), o leite (+28,3%) e os ovos (+64,0%).

O crescimento nominal pronunciado do Consumo Intermédio (+23,7%) resultou fundamentalmente de uma expressiva subida dos preços (+30,9%), atenuada por uma redução em volume (-5,5%). Para esta evolução foram determinantes os crescimentos em valor dos alimentos compostos para animais (+37,4%), da energia (+32,4%) e dos adubos e correctivos de solo (+37,2%), adiantam os técnicos do INE.

Pode ler a edição de 2022 das “Estatísticas Agrícolas” aqui.

Agricultura e Mar

acientistaagricola
acientistaagricolahttp://acientistaagricola.pt
Olá, sou a Rosa. Nasci e cresci em meio rural e desde cedo percebi o que queria fazer para o resto da vida. Mais tarde, quando entrei no ensino superior tornei-me Técnica Superior do Ambiente e Agrónoma, áreas que sempre me fascinaram. Este blog é mais do que um projecto pessoal...é  o culminar de duas paixões: a escrita e as ciências ambientais e agrárias. Este é um local de encontro entre todos aqueles que partilham destas mesmas paixões. 

Related Articles

Queres receber as nossas newsletters?

Preencha os campos abaixo para se inscrever.

* ao clicar em "inscrever", está a aceitar as nossas condições de marketing.
- Publicidade -spot_img
spot_img

Últimos artigos