Ter um relvado bonito é uma das principais aspirações de qualquer jardineiro profissional ou até mesmo amador e por essa razão conhecer as principais dicas para uma relva vistosa é um assunto bastante procurado.

Descubra neste artigo 5 segredos para ter uma relva saudável e bonita.

Uma imagem com exterior, relva, propriedade, em pé

Descrição gerada automaticamente

1. Faça uma boa preparação do solo antes da sementeira do relvado

Para a instalação de um relvado bonito é importante que seja feita uma boa preparação prévia do solo que engloba uma série de práticas agrícolas tais como: mobilização do solo, drenagem, remoção das plantas infestantes, adição de substrato( ex: Siro RELVA) quando necessário bem como de fertilizantes caso se justifique uma adição de nutrientes extra.

Esta prática é fundamental pois permite que o solo seja “bem trabalhado” tornando-o mais leve e arejado o que facilita também o correto desenvolvimento do coberto vegetal.

Neste ponto, a limpeza prévia de todas as impurezas como restos de plantas, detritos ou pedras é também uma tarefa que não deve descurar pois pode comprometer todos os bons resultados futuros.

Em caso de terrenos desnivelados, uma boa preparação do solo é fundamental para ajudar a regularizar a superfície do solo.

Uma imagem com relva, exterior, sentado, verde

Descrição gerada automaticamente

2. Não descure as regas

Já não deve ser novidade para ninguém que um relvado muito dificilmente sobreviverá sem que seja regado, especialmente nos meses em que as temperaturas altas se fazem sentir.

Caso tenha possibilidade, instale um sistema de rega automático para regar a sua relva e programe-o para que a rega seja otimizada de forma a que seja feita nos momentos mais apropriados.

Uma imagem com relva, pessoa, exterior, propriedade

Descrição gerada automaticamente

A dica mais importante que posso dar é a redução da evapotranspiração ao máximo, programando a realização da rega para as alturas de menor calor.

É óbvio que em locais mais quentes e secos, as regas deverão ser feitas com maior regularidade e em maior abundância. Nos locais onde a humidade se faz mais sentir, apenas necessita de regar caso não chova há algum tempo.

Caso tenha dúvidas se o seu relvado precisa ou não de água, esteja atento(a) à sua coloração (perda de cor é um bom indicador), enrolamento das folhas, murchidão ou visualização de pegadas que permanecem durante algum tempo na superfície da relva.

3.  Garanta a nutrição adequada do seu relvado

Adubar o seu relvado de uma a duas vezes por ano é uma prática fundamental para que consiga mantê-lo bonito e sobretudo nutrido e saudável.

Especialmente nesta altura do ano em que nos encontramos, verifica-se muitas vezes uma diminuição do crescimento e desenvolvimento do relvado, e nesses casos, a aplicação de um fertilizante adequado é uma prática imprescindível.

O fósforo, por exemplo, é um dos macronutrientes essenciais pois auxilia no processo de desenvolvimento e fortalecimento das raízes, dando mais resistência às plantas para sobreviver a condições adversas.

No Verão, os relvados encontram-se em maior stress vegetativo e por isso crescem com maior dificuldade, pelo que aplicar-lhe um fertilizante adequado é uma prática que não deve abdicar.

No âmbito dos adubos, destaco o adubo orgânico e o  adubo orgânicomineral da SIRO.

Adubo orgânicomineral-ótimos resultados na instalação de relvados
Adubo orgânico bio- utilizado para instalação de relvados, campos de golfe e campos de futebol (construção e manutenção)

Quando deve adubar o seu relvado?

Adubar o seu relvado é uma importante forma de manutenção do seu jardim. Para crescer saudável e resistente às principais doenças, a sua relva precisa de ser adubada com alguma regularidade.

Alguns momentos-chave:

  • -Antes da sementeira da relva;
  • -Antes da colocação dos tapetes e três semanas após;
  • -1 ou 2 dias após um corte;
  • -Nas épocas de maior crescimento, Primavera e Outono;
  • -Nos períodos de maior stress, fertilizantes enriquecidos em Fósforo.
Uma imagem com relva, exterior, verde, alimentação

Descrição gerada automaticamente

4. Elimine a relva maltratada

Acompanhar o estado do seu relvado ao longo do tempo é imprescindível para minimizar possíveis problemas futuros.

Caso o seu relvado se apresente seco, com perda de cor ou com algum sinal de pragas ou doenças pode ser um bom motivo para remover essa relva afetada.

Caso vá semear novamente o seu relvado ou instalar parte dele nas zonas críticas acima indicadas, necessita de despender algum tempo para planear todas as tarefas imprescindíveis para garantir a sanidade do seu relvado, contabilizado o tempo necessário e custos associadas a tal.

Por exemplo, é frequente encontrar superfícies peladas no seu relvado. Neste tipo de situações, uma das soluções mais evidentes é semear a zona afetada esperando que esta comece novamente a crescer.  Pode optar por semear na primavera ou em alternativa, no final do verão.

Para tal, apenas necessita de retirar uma camada mais superficial, fazer uma pequena concavidade e adicionar substrato SIRO Relva e sementes.   Se optar por instalar um tapete de relva na zona afetada, é mais prudente que retire uma camada mais espessa. Depois de colocado, ajuste a nova relva com um utensílio de jardinagem como por exemplo uma pá.

Uma imagem com relva, exterior, basebol, bola

Descrição gerada automaticamente

No caso do seu relvado estar atacado por algum tipo de praga, poderá retirar a parte afetada de forma a que não atinja a totalidade do relvado e voltar a semear relva nova.

5. Corte regularmente o seu relvado

Para ter um relvado bonito não se pode esquecer de o cortar regularmente, pois vai torná-lo mais bonito e saudável. A situação ideal é que corte poucos centímetros de cada vez, repetindo esta tarefa com alguma frequência (1 vez por semana pode ser suficiente).  Desta forma, o relvado vai se tornar mais denso e a sua qualidade será certamente superior.  

Nas alturas do ano de maior calor, não corte a relva demasiado curta para evitar a perda de nutrientes.

Para aparar as bordas do seu relvado, e caso o seu cortador de relva não se adapte, use uma roçadeira para estas situações que exigem mais perícia.

Espero que tenham gostados das minhas dicas! Contem-me quais são as vossas 😊

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here