Protecção das culturas

Saiba como tratar alguns problemas nas pomóideas

Artigo adaptado da Circular nº 03 de 2021, da Estação de Avisos de Entre Douro e Minho.

Esta circular, bem como edições anteriores, pode também ser consultada e descarregada em

1 – http://portal.drapnorte.gov.pt/servico/fitossanidade/avisos-agricolas

2 –  http://snaa.dgav.pt/

3 – https://drapnsiapd.utad.pt/sia/Circulares

POMÓIDEAS
(MACIEIRA, PEREIRA, NESPEREIRA DO JAPÃO, NASHI, CODORNEIRO)

CANCRO EUROPEU DA MACIEIRA

Neonectria galigena

O cancro europeu atinge, por vezes duramente, as variedades mais sensíveis na Região de Entre Douro e Minho. Os pomares jovens podem ser destruídos ou muito seriamente afetados. De acordo com estudos que realizamos há anos, a libertação dos esporos do fungo, que vão
causar as infeções, coincidem sempre com períodos de chuva.

O clima húmido e suave do Entre Douro e Minho permite que a maioria das infeções ocorra desde as primeiras chuvas de setembro, até quase ao início do verão, sempre que haja queda de chuva.

O inchamento dos gomos e a rebentação são propícios às infeções, se coincidirem com períodos chuvosos. Nas variedades sensíveis, há risco desde o estado B (BBCH 51-52).

Nos pomares ou nas variedades mais atingidas pelo cancro da macieira, aplique uma calda fungicida à base de cobre.

COCHONILHA-DE-S. JOSÉ

Quadraspidiotus perniciosus

Pode aplicar agora um óleo parafínico (antigo óleo de verão) contra esta praga, apenas se verificou ataques no ano anterior e se as árvores apresentarem ramos com populações elevadas de cochonilhas.

VIDRADO, VITRESCÊNCIA OU MANCHA OLEOSA DAS MAÇÃS


É um acidente fisiológico que ocorre nas maçãs durante a maturação. caracteriza-se pela presença de manchas aquosas no córtex (polpa), com aspeto translúcido.
Se as manchas forem ligeiras, podem desaparecer durante o armazenamento nas câmaras frigoríficas. Nos casos em que o vidrado é acentuado, ocorrerá o acastanhamento e apodrecimento interno do fruto. Este acidente fisiológico torna o fruto mais suscetível à degradação nas câmaras de conservação.


Como fatores favoráveis ao aparecimento do vidrado da maçã, salientam-se: 1) Vigor excessivo das árvores; 2) Rega ou precipitação abundante; 3) Temperaturas elevadas na fase final da maturação; 4) Poda severa (em verde) antes do amadurecimento; 5) Colheita tardia; 6) Sensibilidade varietal; 7) Idade da árvore.


Fruteiras jovens com maçãs de grande calibre tendem a desenvolver mais frequentemente este acidente fisiológico, que macieiras mais velhas. Quanto à sensibilidade varietal, referem-se, como exemplo, Braeburn, Golden delicious, Red Delicious, Granny Smith, Idared, Jonagold e Fuji, entre as mais sensíveis.

PREVENÇÃO
A prevenção é feita com base em fertilizações equilibradas, orientadas pela análise de terra

 antecipando a colheita

 efetuando aplicações foliares com cloreto de cálcio (0,6% CaCl), (4 aplicações quinzenais), nas árvores cujos frutos apresentem este problema.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo