UE já emitiu quase 500 alertas para frutas e legumes provenientes da Turquia com excesso de pesticidas. Pimentos são os mais afectados

0
31

Fonte: Agricultura e Mar

A União Europeia emitiu, em pouco mais de um ano, quase 500 alertas de frutas e legumes provenientes da Turquia por resíduos de pesticidas ou por superação dos  limites máximos de resíduos (LMR), segundo um estudo elaborado  pela La Unió de Llauradors, a maior organização profissional agrícola do mundo rural valenciano, em Espanha.

Os pimentos são os mais afectados com 199 notificações, seguidos pelos figos secos (76), tangerinas (60), limões (38), toranjas (33) e laranjas (27). Aquela organização reclama ao ministro da Agricultura de Espanha que peça em Bruxelas uma mudança do regulamento europeu para que se intensifiquem e aumentem os controles oficiais sobre a Turquia.

Relembre-se que a Estratégia do Prado ao Prato, da Comissão Europeia, quer reduzir a utilização de pesticidas em 50% e reforçar a área de agricultura biológica em 25% até 2030. Uma meta que muitas organizações europeias de agricultores dizem ser impossível sem aumento significativo do custo dos alimentos, correndo a União Europeia o risco de vir a ser “inundada” por produtos, mais baratos, de países onde as regras de utilização de pesticidas são mais permissivas, como é o caso da Turquia. 

“Devemos exigir a reciprocidade fitossanitária, não pode acontecer que aos produtores europeus se lhes desincentive o uso de pesticidas para evitar riscos para a saúde humana e, ao mesmo tempo, as produções de países  terceiros cheguem repletas desses mesmos produtos fitossanitários que nos proibiram de utilizar. O risco para a saúde dos consumidores europeus é o mesmo e há que actuar da mesma maneira”, refere Carles Peris, secretário -geral de La Unió.

Estudo da La Unió

Ora, o estudo elaborado pela La Unió revela que o sistema de alertas europeu da RASFF (Autoridade da Comissão Europeia para a Segurança Alimentar) notificou, desde Maio do ano passado até 9 de Agosto de 2021, um total de 478 alertas de frutas e hortaliças com destino ao mercado da União Europeia provenientes da Turquia, que tinham a presença de resíduos de pesticidas, entre eles o clorpirifos-metilo e clorpirifos proibidos na UE, ou que superavam os limites máximos de resíduos permitidos no mercado comunitário.

Avança um comunicado da La Unió que, “por produtos analisados, e de maior a menor número de detecções, estão os pimentos doces com 199 notificações, seguidos das tangerinas com 60, limões com 38, toranjas com 33, laranjas com 27 e romãs com 10 detecções com resíduos de pesticidas notificadas. No total, estes produtos acumularam 367 notificações, o que representa 76,78% do total de notificações do período analisado”.

O Regulamento de Execução (UE) 2020/625 da Comissão de 6 de Maio de 2020, relativo ao aumento temporal dos controlos oficiais e às medidas de emergência que regulam a entrada na UE de determinadas mercadorias procedentes de determinados países terceiros, entrou em vigor a 26 de Maio de 2020.

E no caso da comunidade valenciana, no que diz respeito às produções provenientes da Turquia, o Regulamento deixava claro que “se deveria intensificar os controlos oficiais àquele país para determinadas produções como os cítricos — excepto limões — ou as romãs perante novos riscos para a saúde humana devido a uma possível contaminação por resíduos de pesticidas”.

Por isso, “se modificou a frequência dos controlos físicos e de identidade destas produções introduzidas na União Europeia procedentes da Turquia”, realça o mesmo comunicado.

Assim, os agricultores de La Unió enviaram uma carta ao ministro da Agricultura de Espanha, Luis Planas, para que inicie as negociações e trâmites legais perante a Comissão Europeia com o objectivo de se modificar o Regulamento de Execução (UE) 2020/625, para que se intensifiquem e aumentem os controlos oficiais sobre os produtos provenientes da Turquia.

ProdutosNotificações
Pimentos199
Figos secos76
Tangerinas60
Limões38
Toranja33
Laranjas27
Romãs10
Folhas de videira9
Malagueta4
Uvas3
Azeitonas2
Damascos secos2
Passas de uva2
Tomate cereja2
Tomates secos2
Damascos1
Alcachofra1
Beringelas1
Abobrinha1
Feijão congelado1
Marmelo1
Amoras secas1
Pepinos em conserva1
Pistachios1
Total geral478
Fonte: LA UNIÓ com dados da Comissão Europeia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.