A poda é uma prática cultural agrícola de grande importância nas árvores de fruto e consiste na supressão/eliminação dos ramos das fruteiras de forma a que estas adquiram uma determinada forma ou produção pretendida. Conheça neste artigo quais os tipos de poda mais comuns nas árvores de fruto.

Porque devemos podar as árvores de fruto?

Existem vários objectivos possíveis pelos quais as árvores de fruto são podadas. Um dos principais objectivos da poda das fruteiras é controlar o seu porte e forma.

Todas as árvores de fruto ao longo da sua vida necessitam de serem podadas e os seus objectivos variam consoante as necessidades específicas e a fase do ciclo cultural onde se encontram.

A poda interfere em vários factores tais como:

  • nível de distribuição da luz;
  • aumento da produtividade da planta;
  • melhoria da indução floral;
  • polinização;
  • qualidade dos frutos;
  • redução de custos de trabalho;
  • movimentação de máquinas;
  • melhoria da sanidade das plantas;
  • entre outros;
como podar roseiras

Qual o momento ideal para podar?

Em suma, a poda deve ser realizada durante o repouso vegetativo das fruteiras, ou seja durante o período de dormência.

Este período compreende desde a fase de queda das folhas até ao início da rebentação, que corresponde essencialmente aos meses que compreendem as estações do Outono e Inverno (razão pela qual é chamada muitas vezes de poda de Inverno).

A poda de Inverno deve ser complementada sempre que possível com a poda em verde, que acontece durante o período vegetativo da planta.

Um dos motivos pelos quais se realiza a poda em verde é corrigir algumas acções erradas na poda de Inverno tais como: ramos que estejam mal inseridos, ramos doentes, ramos ladrões, entre outros. Um outro objectivo da realização da poda em verde é também o incremente da qualidade da produção de forma a aumentar a rentabilidade.

Se quer melhorar a cicatrização das feridas das fruteiras, estimular o seu crescimento, produzir frutos de forma orientada e diminuir as pragas e doenças das árvores de frutos, a poda em verde pode ser um procedimento agrícola bastante vantajoso.

Se as suas árvores de fruto estão em plena produção, a poda deve ser o mais ligeira possível dado que esta operação estimula o crescimento vegetativo, dificulta o crescimento do vigor das fruteiras e interfere com a produção das árvores do fruto.

Caso as suas árvores de fruto estejam localizadas em regiões sujeitas a geadas tardias, deve realizar a poda o mais tarde possível. Tal facto deve-se sobretudo a que esta operação estimula a rebentação e por essa razão, aumenta os estragos provocados pelas baixas temperaturas.

Deve podar as suas árvores de fruto todos os anos com excepção da oliveira e castanheiro que podem ser podados com um intervalo maior.

Tal como abordado acima,  as plantas não se comportam todas da mesma forma e por isso, nem todas necessitam de ser podadas com relativa frequência. Em alguns casos, pode ser suficiente fazer uma intervenção simples quando o crescimento vegetativo se torna exagerado. Noutros casos, a simples eliminação das partes murchas pode ser a atitude necessária.

No fundo, é necessário estudar/conhecer as necessidades de cada fruteira assim como avaliar as suas principais características. Não se esqueça de avaliar também o momento do ciclo de vida em que a fruteira se encontra, se nos primeiros tempos de vida ou se já tem alguns anos de vida.

Existem vários tipos de poda, no entanto alguns deles mostram uma importância superior como os tipos de poda de formação e a poda de manutenção.

Existem ainda outros tipos de poda tais como a poda de formaçãomanutenção, frutificação, rejuvenescimento ou de floração.

Conheça os diferentes tipos de poda

A poda de formação

O principal objectivo da poda de formação é conferir forma a uma planta para que esta adquira um determinado aspeto . A poda de formação é realizada também com o objectivo de fomentar o desenvolvimento de ramos fortes, uma boa distribuição dos ramos e facilitar o processo da colheita.

Realiza-se a poda de formação principalmente para limitar o crescimento,mantendo o equilíbrio do desenvolvimento das fruteiras, mas também de outras plantas como sebes e bonsais.

Por outro lado, a poda de formação é realizada com o objectivo de controlar a produção de flores e frutos, eliminando o excesso de produção de flores e frutos e contribuindo para a sua qualidade.

Realiza-se também a poda de formação para minimizar o aparecimento de pragas e doenças. Se a poda de formação for bem realizada permite que a árvore se desenvolva mais forte e com maior “saúde”, evitando a rutura dos ramos mais fracos.

Quando se realiza a poda de formação?

Tal como o próprio nome indica, a poda de formação realiza-se durante os primeiros anos de vida da planta, e essencialmente, nos momentos posteriores à plantação.

A poda de manutenção: um dos tipos de poda mais importantes

Há quem conheça este tipo de poda como poda de saneamento uma vez que, contribui para a sanidade da planta. Ao realizar a poda de manutenção, estamos a eliminar as partes indesejáveis das fruteiras tais como: ramos secos, cepos, ramos frágeis, folhas secas, ramos doentes, etc.

Quando realizar a poda de manutenção?

A poda de manutenção é um dos tipos de poda que se realiza especialmente quando a árvore/fruteira em questão já possui a sua forma estabelecida e realiza-se ao longo de todo o ciclo de vida da mesma. As árvores de fruto são mais exigentes neste sentido dado que necessitam que a poda de formação seja realizada anualmente de forma a garantir o seu bem-estar e produtividade.

MUITO IMPORTANTE: Não execute a poda de formação sem antes conhecer muito bem as características e necessidades da árvore em questão, pois caso contrário poderá ocorrer consequências bastante negativas.

Conheça outros tipos de poda igualmente importantes

Dentro dos tipos de poda mais utilizadas, considera-se também a poda de frutificação, a poda de floração e a poda de rejuvenescimento.

Poda de frutificação

A poda de frutificação, tal como o nome indica, é realizada essencialmente nas fruteiras e tem como principal objectivo garantir boas produtividades e frutos com qualidade. Neste tipo de poda, pretende-se equilibrar as gemas da fruta com as gemas de madeira da árvore. A poda de frutificação é recomendada ser feita no momento da plantação de forma a minimizar o esforço aplicado. Quanto mais desenvolvida estiver a fruteira, será necessário despender muito mais tempo e ferramentas mais complexas.

Poda de floração

Neste tipo de poda o principal objectivo  é promover uma produção com flores de mais qualidade e aspeto visualmente interessante.

Este tipo de poda é vulgarmente utilizado na poda das roseiras e outras plantas com flor.

Poda de rejuvenescimento

A poda de rejuvenescimento é utilizada nas espécies “abandonadas” e que cresceram sem qualquer controlo. Neste casos, este tipo de poda é usado essencialmente para diminuir o número de ramos secos e que “se tocam” entre si, bem como os ramos mais velhos e fracos.

Já podou as suas fruteiras? Que técnicas de poda utiliza? Conte-me tudo:)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here