Destaques

Gripe aviária chega a Alpiarça. Confirmado quinto foco de infecção em ganso selvagem

Fonte do artigo: Agricultura e Mar

A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que  no dia 4 de Janeiro, foi confirmado um quinto foco de infecção por vírus da Gripe Aviária de Alta Patogenicidade (GAAP) num ganso selvagem (Anser sp.), encontrado morto na Barragem dos Patudos, concelho de Alpiarça.

“Este foco não implicou a determinação de zonas de restrição, mas o reforço das medidas de vigilância e biossegurança ao redor desta ocorrência sanitária”, refere a DGAV em comunicado de imprensa.

Este foco segue-se aos confirmados nos concelhos de Palmela, Óbidos, Vila Nova da Barquinha e Santiago do Cacém.

No mesmo comunicado de imprensa, a DGAV salienta a importância do “cumprimento estrito das regras de biossegurança e das boas práticas de produção avícola, especialmente aquelas destinadas a evitar contactos directos ou indirectos entre as aves domésticas e as aves selvagens, os procedimentos de higiene de instalações, equipamentos e materiais, bem como o controlo dos acessos aos estabelecimentos onde são mantidas as aves”.

“É ainda de extrema importância a notificação imediata de qualquer suspeita, de forma a permitir uma rápida e eficaz implementação das medidas de controlo da doença, pelo que se apela à notificação de mortalidade de aves selvagens através da aplicação ANIMAS (aqui).

Relembre-se que a DGAV determinou que as aves de capoeira e aves em cativeiro detidas em estabelecimentos, incluindo detenções caseiras, localizadas no território de Portugal continental, deverão permanecer confinadas aos respectivos alojamentos de modo a impedir o seu contacto com aves selvagens.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo