Projecto Fogo e Invasoras apresenta resultados. Participação online gratuita

Fonte: Agricultura e Mar

A equipa do projecto de investigação “Fogo e Invasoras”, financiado pelo programa PDR 2020, liderado pela Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Coimbra (ESAC-IPC) e coordenado pelo professor Joaquim Sande Silva, organiza este mês um conjunto de eventos para divulgação dos resultados do projecto.

Serão promovidos três seminários: no dia 20 de Junho, das 10h00 às 12h00, na Lousã, no auditório da biblioteca municipal Comendador Montenegro, e das 14h30 às 16h30, em Arganil, no auditório da biblioteca municipal Miguel Torga; e no dia 27 de Junho, das 10h00 às 12h00, em Albergaria-a-Velha, no Salão Nobre da biblioteca.

Será ainda levado a cabo um workshop, a ter lugar no dia 28 de Junho, das 14h30 às 17h30, no auditório H1 da ESAC. Os eventos serão realizados presencialmente e remotamente via plataforma Teams.

O principal objectivo do projecto é aumentar o conhecimento sobre as relações entre o fogo e duas espécies invasoras: a acácia-mimosa e a háquea-picante, de modo a melhorar a gestão destas espécies, explica a Agrária de Coimbra em nota de agenda.

Nestes eventos, além da apresentação dos resultados do projecto, pretende-se sensibilizar os agentes interessados quanto à necessidade de gerir correctamente as áreas afectadas por estas duas espécies.

Os interessados em participar on-line, deverão inscrever-se nos links abaixo:

Projecto Fogo e Invasoras

projecto Fogo e Invasoras destina-se a apoiar o uso da técnica do fogo controlado para a gestão de combustíveis em áreas com ocorrência de espécies de plantas invasoras e a explorar a oportunidade que o uso do fogo controlado representa para a gestão das populações dessas espécies.

De modo a atingir estes objectivos será necessário aprofundar o conhecimento sobre as relações ecológicas entre o fogo e as espécies de plantas invasoras alvo de estudo.

O projecto pretende adquirir esse conhecimento através da realização de experiências de campo e de laboratório focadas na obtenção de informação que permita apoiar a gestão de comunidades de plantas com ocorrência de espécies invasoras. As principais espécies em estudo são duas invasoras agressivas provenientes da Austrália: a mimosa (Acacia dealbata) e a háquea-picante (Hakea sericea).

More like this

como usar o estrume na horta

Como usar estrume na horta: dicas e cuidados

O estrume é um dos fertilizantes orgânicos mais antigos e eficazes na agricultura. No entanto, o seu...
como melhorar a fertilidade do solo

Saiba como melhorar a fertilidade do solo naturalmente

Melhorar a fertilidade do solo é uma das tarefas-chave para qualquer agricultor, seja ele iniciante ou experiente....
ervas aromáticas e medicinais

Dicas para o cultivo de ervas aromáticas e medicinais

O cultivo de ervas aromáticas e medicinais é uma prática antiga e extremamente benéfica, tanto pela sua...