Saiba o que é a solarização do solo e porque motivo se faz

A solarização do solo é uma prática agrícola que tem ganho destaque devido aos seus benefícios ambientais e agronómicos. Trata-se de um processo simples, mas eficaz, que utiliza a energia solar para desinfestar o solo e controlar pragas, doenças e plantas infestantes. Neste artigo, exploraremos detalhadamente o que é a solarização do solo, como funciona e por que é tão importante para a agricultura. Já ouviu falar sobre esta prática? Descubra mais neste artigo.

O que é a Solarização do Solo?

A solarização do solo é um método de controlo de pragas e doenças que implica a cobertura do solo com plástico transparente durante os meses de maior calor. Esta prática aproveita a energia solar, capturada pelo plástico, elevando a temperatura do solo para valores entre os 40°C e os 55°C. Estas temperaturas elevadas desempenham um papel crucial na desinfeção do solo, eliminando uma série de organismos patogénicos, tais como fungos, nemátodos e algumas sementes de plantas invasoras. Essencialmente, o calor gerado pelo sol sob o plástico cria um ambiente hostil para estes organismos, reduzindo assim a sua presença no solo e contribuindo para a saúde e produtividade das culturas agrícolas.

Além disso, a solarização do solo também promove a bioesterilização, um processo no qual as altas temperaturas induzem a morte de microrganismos patogénicos e a ativação de microorganismos benéficos. Este fenómeno contribui para a redução da carga microbiana do solo, favorecendo um ambiente mais equilibrado e propício ao desenvolvimento das culturas.

É importante salientar que a eficácia da solarização do solo pode variar dependendo de diversos fatores, como a duração e intensidade da exposição ao calor, a qualidade do plástico utilizado, as características do solo e as condições climáticas locais.

Além do seu papel no controlo de pragas e doenças, a solarização do solo também pode ter outros benefícios, tais como a melhoria da estrutura do solo, a redução da compactação e a conservação da humidade. Estes efeitos secundários contribuem para aumentar a fertilidade do solo e a sua capacidade de retenção de nutrientes, promovendo assim um crescimento mais saudável e vigoroso das culturas.

vantagens da solarização
Toa55 / Getty Images

Quais os materiais necessários para fazer esta técnica?

  1. Plástico Transparente: O plástico transparente é o elemento central da solarização do solo. Geralmente, é utilizado polietileno de baixa densidade, que permite a passagem da luz solar enquanto retém o calor.
  2. Estacas ou Fixadores: São utilizados para fixar o plástico ao redor das bordas do campo agrícola, garantindo que o calor seja retido adequadamente. Estacas de madeira ou metal são comummente usadas para essa finalidade.
  3. Equipamento de Preparação do Solo: Para preparar o solo antes da aplicação do plástico, podem ser necessários equipamentos como arados, gradagens, cultivadores ou tratores, dependendo da escala da operação e das características do solo.
  4. Ferramentas de Medição de Temperatura: Para monitorizar a temperatura do solo durante o processo de solarização, é útil ter à disposição termómetros ou sensores de temperatura.
  5. Acesso a Água: Em algumas situações, pode ser necessário ter acesso à água para irrigar o solo antes da aplicação do plástico, especialmente em áreas onde o solo está seco.
  6. Equipamento de Proteção Individual (EPI): Dependendo das condições de trabalho, pode ser necessário o uso de EPIs, como luvas e óculos de proteção, especialmente durante o manuseio do plástico e das estacas.
Fonte da imagem: https://extension.illinois.edu/blogs/commercial-fruit-and-vegetable-growers/2023-07-31-central-illinois-update-unity-site-tests

Como Funciona o processo de solarização do solo?

O processo de solarização do solo é relativamente simples. Primeiramente, (1)o solo é preparado por um processo de gradagem e nivelamento. Em seguida, é (2)aplicada uma camada de plástico transparente sobre o solo preparado, geralmente polietileno de baixa densidade. O plástico é então firmemente fixado ao redor das bordas do campo agrícola para evitar que o calor escape.

Durante as semanas seguintes, a energia solar penetra no plástico e aquece o solo abaixo. As temperaturas elevadas resultantes são letais para muitos patogénicos e sementes de plantas invasoras que habitam o solo. O tempo necessário para completar o processo varia conforme a localização geográfica, a estação do ano e as condições climáticas, mas geralmente dura entre quatro e seis semanas.

Durante este período de quatro a seis semanas, a energia solar continua a penetrar no plástico, aquecendo progressivamente o solo. As temperaturas elevadas criam um ambiente hostil para os organismos patogénicos, que são gradualmente eliminados. Além disso, as sementes de plantas invasoras presentes no solo também são afetadas, reduzindo assim o potencial de infestação futura.

É importante notar que a solarização do solo é mais eficaz em solos bem drenados e com boa exposição solar. Condições climáticas como dias ensolarados e sem nuvens favorecem o aumento da temperatura do solo, acelerando o processo de desinfeção. Por outro lado, chuvas frequentes ou cobertura de nuvens podem diminuir a eficácia da técnica, prolongando o tempo necessário para alcançar os resultados desejados.

(3)Após o período de solarização, o plástico é removido e o solo é deixado a repousar por alguns dias para poder arrefecer. Em seguida, (4)o solo está pronto para receber as culturas desejadas. A solarização do solo pode ser incorporada como parte de um plano de rotação de culturas ou como uma medida preventiva antes do cultivo de culturas sensíveis a pragas e doenças específicas.

Em resumo, este é o passo a passo para fazer solarização do solo da sua horta:

  1. Preparação do Solo:
    • Comece por preparar o solo da sua horta, removendo quaisquer detritos, ervas daninhas ou restos de plantas.
    • Faça uma gradagem ou uma lavoura para nivelar o solo e quebrar torrões grandes, garantindo uma superfície uniforme.
  2. Rega do Solo (opcional):
    • Se o solo estiver muito seco, é recomendável regá-lo adequadamente antes de aplicar o plástico. Solo húmido ajuda a aumentar a eficácia da solarização.
  3. Aplicação do Plástico:
    • Estenda o plástico transparente sobre o solo preparado, cobrindo completamente a área da horta.
    • Certifique-se de que o plástico esteja bem esticado e liso para garantir um bom contacto com o solo e evitar a formação de bolsas de ar.
  4. Fixação do Plástico:
    • Fixe o plástico ao redor das bordas da área da horta utilizando estacas ou fixadores adequados. Isso ajuda a evitar que o plástico se mova ou se solte com o vento.
  5. Tempo de Solarização:
    • Deixe o plástico sobre o solo pelo período necessário para ocorrer a solarização. Isso geralmente varia de quatro a seis semanas, dependendo das condições locais.
  6. Monitorização da Temperatura:
    • Durante o processo de solarização, monitorize regularmente a temperatura do solo utilizando um termómetro ou sensor de temperatura. Isso pode ajudar a garantir que as temperaturas letais para pragas e doenças sejam alcançadas e mantidas.
  7. Remoção do Plástico:
    • Após o período de solarização, remova cuidadosamente o plástico do solo. Certifique-se de não danificar as plantas ao redor da área da horta durante esse processo.
  8. Descanso do Solo:
    • Deixe o solo descansar por alguns dias após a remoção do plástico para que ele possa arrefecer e recuperar a sua temperatura normal.
  9. Plantio ou Sementeira:
    • Uma vez que o solo tenha descansado, está pronto para a plantação  ou sementeira das culturas desejadas. A solarização do solo cria um ambiente mais limpo e propício para o crescimento saudável das plantas.

Quais os motivos pelos quais devemos fazer  Solarização do Solo?

Existem várias razões pelas quais os agricultores adotam a técnica de solarização do solo:

1-Controlo de Pragas e Doenças

A solarização do solo é altamente eficaz no controlo de uma ampla gama de pragas e doenças que afetam as culturas agrícolas. Ao eliminar agentes patogénicos do solo, os agricultores podem reduzir a necessidade de pesticidas e produtos químicos sintéticos, contribuindo para práticas agrícolas mais sustentáveis.

2-Supressão de Plantas infestantes

Além de controlar pragas e doenças, a solarização do solo também é eficaz na supressão de plantas infestantes. As altas temperaturas atingidas durante o processo podem matar as sementes de muitas espécies de plantas daninhas, reduzindo assim a competição por recursos com as culturas desejadas.

3-Melhoria da Fertilidade do Solo

Estudos têm demonstrado que a solarização do solo pode melhorar a fertilidade do solo, aumentando a disponibilidade de nutrientes essenciais para as plantas. O aumento da atividade microbiana e a decomposição da matéria orgânica são alguns dos mecanismos que contribuem para essa melhoria.

4-Redução do Uso de inputs Químicos

Ao reduzir a incidência de pragas e doenças e suprimir o crescimento de plantas infestantes, a solarização do solo pode permitir que os agricultores reduzam a dependência de pesticidas e herbicidas, diminuindo assim os impactos ambientais associados ao uso desses produtos químicos.

o que é a solarização do solo
Fonte da imagem:https://www.sinditabaco.com.br/solarizacao-e-utilizada-como-alternativa-ao-controle-de-pragas-e-doencas/

Quais são os tipos de pragas e doenças que podem ser combatidos com a solarização do solo?

A solarização do solo é eficaz no controlo de uma ampla gama de pragas e doenças que afetam as plantas. Alguns dos tipos de pragas e doenças que podem ser combatidos com a solarização do solo incluem:

  1. Fungos: A solarização do solo é eficaz no controle de fungos patogénicos que causam doenças nas plantas, como Verticillium dahliae e espécies de Phytophthora. Esses fungos são altamente sensíveis à solarização e podem ser efetivamente controlados por esse método.
  2. Bactérias: Além dos fungos, a solarização do solo também pode ajudar a controlar bactérias patogénicas que prejudicam o desenvolvimento saudável das plantas. A técnica de aquecimento solar do solo pode ser letal para essas bactérias, contribuindo para a redução da infestação bacteriana.
  3. Nematodos: Os nematodos são outro tipo de praga do solo que pode ser combatido com sucesso por meio da solarização. A técnica é eficaz na redução da diversidade de nematodos no solo, especialmente na camada superficial, contribuindo para o controlo desses organismos prejudiciais.
  4. Pragas de insetos e ácaros: A solarização do solo não se limita apenas a patógenos microbianos, mas também pode ajudar a controlar pragas de insetos e ácaros que prejudicam as plantas. O aumento da temperatura do solo durante a solarização pode ser letal para esses insetos e ácaros, contribuindo para a redução da infestação.
Em suma…

A solarização do solo é uma técnica agrícola eficaz e sustentável que oferece uma série de benefícios para os agricultores e para o meio ambiente. Ao utilizar a energia solar para desinfetar o solo e controlar pragas e doenças, os agricultores podem melhorar a saúde e a produtividade das suas culturas de forma ecologicamente responsável. Com a crescente preocupação com a sustentabilidade na agricultura, espera-se que a solarização do solo continue a desempenhar um papel importante na promoção de práticas agrícolas mais sustentáveis e amigas do ambiente.

More like this

como usar o estrume na horta

Como usar estrume na horta: dicas e cuidados

O estrume é um dos fertilizantes orgânicos mais antigos e eficazes na agricultura. No entanto, o seu...
como melhorar a fertilidade do solo

Saiba como melhorar a fertilidade do solo naturalmente

Melhorar a fertilidade do solo é uma das tarefas-chave para qualquer agricultor, seja ele iniciante ou experiente....
ervas aromáticas e medicinais

Dicas para o cultivo de ervas aromáticas e medicinais

O cultivo de ervas aromáticas e medicinais é uma prática antiga e extremamente benéfica, tanto pela sua...