Sexta-feira, Maio 24, 2024

Abrigos para polinizadores: exemplos que deve considerar na sua horta e jardim

Os polinizadores, tais como abelhas selvagens e outros insetos, precisam de um lugar para viver e construir os seus ninhos, onde possam encontrar as matérias-primas necessárias para a sua vida. Alguns constroem os seus ninhos sozinhos, cavando buracos no solo ou usando pequenas cavidades abandonadas por outros animais. Se quisermos ajudar estes polinizadores, podemos oferecer um habitat no nosso jardim, pomar, escola, rua, varanda, e/ou alpendre. O importante é garantir que mantêm o ambiente o mais natural possível, evitando o uso de pesticidas e herbicidas e outros produtos prejudiciais ao meio ambiente e ecossistema agrícola. Oferecer abrigo para polinizadores é uma forma importante de ajudar a preservar estas espécies, contribuindo para a biodiversidade e garantindo a produção de alimentos através da polinização das plantas. Neste novo artigo, partilho consigo algumas das principais dicas a ter em conta para criar abrigos para polinizadores.Abrigos para polinizadores

Tipos de abrigos para polinizadores

Existem diversos tipos de abrigos que podem ser oferecidos aos insetos polinizadores. Abaixo, partilho algumas ideias.

1-Abrigos para polinizadores feitos de madeira

Os ninhos de madeira são uma opção comum de abrigo para os polinizadores. Estes, podem ser feitos com diferentes tipos de madeira, incluindo madeira natural e madeira de construção, podendo ser encontrados em lojas especializadas em jardinagem ou feitos em casa.

Estes ninhos geralmente consistem em blocos de madeira perfurados com diferentes tamanhos e formatos de furos, criando uma variedade de espaços para diferentes espécies de insetos. Por exemplo, as abelhas solitárias precisam de buracos menores para fazer seus ninhos, enquanto abelhas comunitárias precisam de buracos maiores para acomodar mais indivíduos.

Os ninhos de madeira oferecem um local seguro e protegido para os insetos fazerem seus ninhos e depositarem seus ovos. Estes abrigos para polinizadores são fáceis de manter e podem ser limpos com alguma regularidade para remover os parasitas ou doenças que possam afetar estes polinizadores.

Além disso, os ninhos de madeira são uma opção sustentável de abrigo para os polinizadores, pois a madeira utilizada pode ser proveniente de fontes renováveis e não agride o meio ambiente. Eles também podem ser facilmente instalados em jardins, quintais ou varandas, ajudando dessa forma a preservar a biodiversidade local e garantir a polinização das plantas.

abrigos para polinizadores

2-Casa de abelhas

Este é um dos abrigos para polinizadores mais conhecido. Caracteriza-se por uma estrutura de madeira com buracos onde as abelhas podem fazer seus ninhos, geralmente pendurada em árvores ou postes.

As casas de abelhas são estruturas feitas de madeira, geralmente em formato retangular, com buracos onde as abelhas podem construir os seus ninhos. Essas estruturas são penduradas em árvores, postes ou em outras estruturas altas e abertas, oferecendo um local protegido e seguro para as abelhas.

As casas de abelhas são especialmente úteis para abelhas solitárias, que não vivem em colónias como as abelhas melíferas. Essas abelhas geralmente fazem seus ninhos em buracos em árvores ou no solo, mas com a perda de habitat natural, as casas de abelhas podem ser uma alternativa para garantir a sobrevivência dessas espécies.

As casas de abelhas podem ser encontradas em diferentes tamanhos e modelos, com diferentes tamanhos de buracos para acomodar diferentes espécies de abelhas. São geralmente feitas de madeira natural ou madeira de reflorestação e podem ser pintadas ou envernizadas para maior durabilidade.

É importante garantir que as casas sejam colocadas em um local protegido do vento e da chuva, e que haja abundância de flores próximas para garantir a alimentação das abelhas.

abrigos para abelhas

3-Hotel de insetos

O hotel de insetos é uma estrutura que oferece abrigo para diversas espécies de insetos. Esse tipo de abrigo para polinizadores é feito com diferentes materiais, como bambu, cana-de-açúcar, canos de PVC, tijolos ou pedaços de madeira, e pode ter diferentes tamanhos e formatos, dependendo das espécies de insetos que se deseja atrair.

O hotel de insetos é uma opção sustentável de abrigos para  polinizadores, pois utiliza materiais reciclados e não agride o meio ambiente. Além disso, oferece um local protegido e seguro para os insetos fazerem seus ninhos e depositarem seus ovos, contribuindo para a preservação das espécies e para a biodiversidade local.

Para que o hotel de insetos seja efetivo, é importante colocá-lo em um local protegido da chuva e do sol direto, numa área com abundância de flores para alimentação dos insetos. Também é importante manter o hotel de insetos limpo e livre de parasitas ou doenças, retirando os ninhos antigos anualmente e substituindo-os por novos.

O hotel de insetos é uma forma criativa e divertida de ajudar a preservar os polinizadores e pode ser uma atividade educativa para crianças e adultos. Além disso, é fácil de fazer em casa e pode ser adaptado para diferentes tamanhos e modelos, conforme a necessidade e o espaço disponível.

abrigos para polinizadores

4- Jardim de flores silvestres

Um jardim de flores silvestres pode ser uma ótima opção de abrigo para polinizadores, como abelhas, borboletas e outros insetos. As flores silvestres caracterizam-se por ser  uma fonte rica de néctar e pólen, que são fundamentais para a sobrevivência desses polinizadores.

Para criar um jardim de flores silvestres, é importante escolher plantas nativas da região, que são adaptadas às condições climáticas e oferecem um habitat natural para os insetos. As plantas podem ser dispostas em grupos, para facilitar a polinização e a movimentação dos insetos, e também é importante garantir que o jardim tenha flores o ano todo, para fornecer alimento durante todas as estações.

Ao plantar um jardim de flores silvestres, é importante evitar o uso de pesticidas e herbicidas, que podem prejudicar os insetos e as plantas. Em vez disso, opte por métodos naturais de controlo de pragas, como a introdução de predadores naturais ou a utilização de plantas repelentes.

Flores que pode comprar para fazer esse jardim para servir de abrigos para polinizadores aqui.

abrigos para polinizadores com flores

5-Paredes verdes

As paredes verdes são uma opção criativa e eficiente de abrigo para os polinizadores, como abelhas e borboletas. Essas paredes são compostas por trepadeiras, plantas e flores que crescem verticalmente em estruturas que podem ser fixadas em paredes internas ou externas dos prédios.

As paredes verdes oferecem um habitat natural para os polinizadores, dado que são  uma fonte constante de alimento e abrigo. As flores e plantas que compõem as paredes verdes são especialmente importantes porque produzem néctar e pólen, que são fundamentais para a sobrevivência dos polinizadores.

Além disso, as paredes verdes ajudam a regular a temperatura ambiente e a melhorar a qualidade do ar, contribuindo para um ambiente mais saudável e agradável para os seres humanos e animais.

Para criar uma parede verde, é importante escolher plantas e flores que sejam adequadas para o ambiente em que a parede será instalada, como espécies que se adaptem bem a áreas sombreadas ou expostas ao sol. Também é importante garantir que as plantas tenham acesso a água e nutrientes suficientes para se desenvolverem adequadamente.

As paredes verdes podem ser instaladas em diferentes locais, como em prédios, habitações, escolas e hospitais, e podem ser uma forma criativa de preservar a biodiversidade local e contribuir para a polinização das plantas.

6-Relvados e áreas verdes

Os relvados e áreas verdes podem ser excelentes abrigos para polinizadores.

Os relvados podem servir como abrigo para polinizadores, desde que sejam criados de forma consciente e com a presença de plantas que forneçam alimento e abrigo para estes animais.

Uma opção interessante é criar um relvado misto, que inclua gramíneas e flores silvestres, que forneçam néctar e pólen para os polinizadores. Estas flores também atraem insetos predadores naturais, como joaninhas e crisopídeos, que ajudam a controlar as pragas do relvado.

Também é importante evitar o uso de produtos químicos, como herbicidas e pesticidas, que podem ser prejudiciais aos polinizadores e outros animais que habitam no relvado. Além disso, é importante deixar uma faixa de relvado sem cortar, para fornecer abrigo e locais de nidificação para os polinizadores.

É importante ainda manter as áreas verdes em boas condições, garantindo a rega adequada e a poda regular para remover plantas mortas e promover o crescimento de novas. Isto ajuda a manter um ambiente saudável e atraente para os polinizadores e outras espécies de vida selvagem.

 

relva abrigos para polinizadores

Onde instalar os abrigos?

Para instalar um abrigo para polinizadores é importante escolher um local perto de vegetação, como jardins, hortas ou pomares, onde os insetos possam encontrar facilmente alimento. A fachada do abrigo deve ficar voltada para o sul ou sudeste, para que receba bastante sol no começo do dia.

É importante escolher um local protegido do vento e das temperaturas extremas, e evitar colocar o abrigo diretamente no solo, deixando pelo menos 30 centímetros de distância. O abrigo pode ser pendurado numa parede ou numa árvore, colocado numa base de pedras ou em qualquer outro lugar, evitando colocar em locais de passagem.

Por fim, o abrigo deve ser instalado no começo da primavera, para que os insetos tenham tempo de se estabelecerem e nidificarem lá.

Passo a passo para criar abrigos para polinizadores

  1. Escolha o local: escolha um local que receba bastante sol durante o dia e que seja abrigado do vento. Também é importante escolher um local seguro para os polinizadores, longe de pesticidas e outras substâncias químicas que possam prejudicá-los.
  2. Escolha o material: escolha um material que seja resistente e durável, como madeira, bambu ou canas. Certifique-se de que o material não tenha sido tratado com produtos químicos, que podem ser prejudiciais aos polinizadores.
  3. Corte o material: corte o material em fragmentos de diferentes tamanhos, para que os polinizadores possam escolher o tamanho que melhor se adapta às suas necessidades. Os fragmentos devem ter cerca de 15 a 20 cm de comprimento.
  4. Perfure os pedaços: use uma broca para perfurar buracos nos pedaços de material escolhido. Os buracos devem ter diferentes diâmetros, para acomodar diferentes tipos de polinizadores. Os buracos devem ter uma profundidade de cerca de 10 cm.
  5. Monte o abrigo: junte os pedaços de material perfurados e amarre-os com arame ou corda, para formar um abrigo. Certifique-se de que o abrigo esteja bem fixado e seguro.
  6. Coloque o abrigo em local adequado: pendure o abrigo num local adequado, como numa árvore ou parede, numa altura que seja acessível aos polinizares. É importante escolher um local que seja protegido da chuva e do sol intenso. Pode também fazer o abrigo no solo, desde que esteja ligeiramente elevado.
  7. Cuidado e manutenção: verifique regularmente o abrigo para garantir que esteja em bom estado e livre de insetos ou outras pragas. Limpe o abrigo anualmente, removendo os restos de ninhos e substituindo o material danificado.

abrigo para polinizadores

Já fizeram algum abrigo para polinizadores? Contem-me como foi a experiência 🙂

acientistaagricola
acientistaagricolahttp://acientistaagricola.pt
Olá, sou a Rosa. Nasci e cresci em meio rural e desde cedo percebi o que queria fazer para o resto da vida. Mais tarde, quando entrei no ensino superior tornei-me Técnica Superior do Ambiente e Agrónoma, áreas que sempre me fascinaram. Este blog é mais do que um projecto pessoal...é  o culminar de duas paixões: a escrita e as ciências ambientais e agrárias. Este é um local de encontro entre todos aqueles que partilham destas mesmas paixões. 

Related Articles

Queres receber as nossas newsletters?

Preencha os campos abaixo para se inscrever.

* ao clicar em "inscrever", está a aceitar as nossas condições de marketing.
- Publicidade -spot_img
spot_img

Últimos artigos