Saiba tudo sobre como controlar infestantes-Parte I

Controlo de infestantes: porque é tão importante?

O controlo de infestantes é uma preocupação cada vez mais crescente em grande parte dos agricultores e técnicos agrícolas, uma vez que o seu aparecimento compromete o crescimento e bom desenvolvimento das culturas.

De facto, existem várias definições de infestantes que se prendem com diferentes critérios, como “plantas fora do local e cuja sementeira não foi intencional“, “plantas que se desenvolvem onde não são desejadas“, “plantas cujas virtudes ainda não foram descobertas“, “plantas que são competitivas, persistentes, perniciosas e interferem negativamente com a actividade humana“. De forma mais simplista, as plantas infestantes são definidas como qualquer planta que está adaptada ao habitat alterado pelo Homem e que interfere negativamente na sua atividade”.

controlo de infestantes em agricultura biológica

O controlo de infestantes através de uma  utilização reduzida de herbicidas é um dos maiores desafios atuais dos agricultores que pretendem praticar uma agricultura mais sustentável e amiga do ambiente.

Fonte da imagem:Horta à porta – Blogger

 

Controlo de infestantes em diferentes modos de produção agrícola: é necessário?

Verifica-se atualmente que em todos os modos de produção agrícola como por exemplo convencional, integrada, biológica, de conservação ou de precisão é imperativo que as populações de infestantes sejam mantidas controladas, ou seja, que os seus níveis não provoquem perdem muito consideráveis na produção de culturas agrícolas.Nesta primeira parte do artigo, vamos abordar as principais características das plantas infestantes.

controlo de infestantes pdf
O controlo de infestantes por via química é um dos métodos mais utilizados mas também um dos que causa mais riscos para a saúde pública. Fonte da imagem:ISS Facility Services

 

Controlo de infestantes: características das plantas infestantes

No meio ambiente, a dispersão de plantas infestantes é feita, na maioria dos casos, através da água, do vento, pela adesão das mesmas ao pêlo e penas dos animais, do processo digestivo de alguns deles e da sua consequente progressão através das cadeias alimentares. As actividades várias que o ser humano pratica como: mecanização agrícola, transporte de sementes, aplicações de chorume e estrume, entre outros contribuem de igual modo para a sua dispersão tornando mais complicado o controlo de infestantes.

As plantas infestantes possuem determinadas características que lhes permitem sobreviver em condições adversas e, dessa forma, assegurar a manutenção das suas espécies. É importante ter em atenção estas características aquando da tomada de decisão das práticas culturais a realizar e da opção pela cultura a instalar.

Seguem-se abaixo algumas das principais características das plantas infestantes que devem ser conhecidos por todos os profissionais do sector agrícola:

  • Crescimento e amadurecimento rápido ( a população de plantas infestantes estabelece-se rapidamente).
  • A reprodução das plantas infestantes pode ocorrer na fase jovem;
  • Toleram um ampla gama de condições de clima e solo;
  • As plantas infestantes apresentam várias estratégias reprodutivas e de regeneração (sementes de propágulos e  dormência das sementes)
  • As plantas de infestantes produzem um elevado número de sementes;
  • Verifica-se que as infestantes tender a associar-se facilmente a culturas com ciclos semelhantes;
  • Estas plantas possuem a capacidade de ocupar locais perturbados pela actividade humana;

 

Controlo de infestantes:é primordial que conheça a flora existente na parcela que pretende cultivar

A classificação das plantas infestantes em particular faz-se tendo em conta a biologia e a ecologia das espécies.

A identificação das espécies de infestantes no estado de plântula ou no estado juvenil assim como o conhecimento do seu ciclo de vida torna-se fundamental para tomar uma decisão em relação aos meios de combate a escolher para o controlo de infestantes.

 

Características das plantas infestantes:morfologia das folhas

  • Plantas infestantes de folha larga

A este  grupo pertencem normalmente as dicotiledóneas ( 2 cotilédones).

controlo de infestantes no milho

Beldroega (Portulaca oleracea L.)- Fonte da imagem:horta e flores – Blogger

As beldroegas são umas das espécies de plantas infestantes mais comuns na cultura do milho. Se também quiser saber quais as pragas que afectam a cultura do milho clique aqui.

  • Plantas infestantes de folha estreita

A este grupo pertencem normalmente as monocotiledóneas( 1 cotilédone). Esta distinção refere-se na maioria dos casos, a plantas infestantes que manifestam diferentes sensibilidades a herbicidas.

pragas agricolas e controlo de infestantes

Junça(Cyperus esculentus)- Fonte da imagem:Pinterest

 

Classificação das plantas infestantes segundo o seu ciclo de vida

1-Anuais

  • De Primavera-Verão ou de Outono-Inverno;
  • Plantas herbáceas que germinam, desenvolvem-se, entram em floração e frutificam num período inferior a 1 ano. A reprodução destas plantas é feita exclusivamente por semente.

2- Bianuais

  • Plantas herbáceas que vivem mais de um ano e menos de dois anos.
  • Monocárpicas- estas plantas entram em floração e produzem semente apenas 1 única vez.

3-Plantas plurianuais

  • Estas plantas tem um ciclo de vida superior a dois anos.  Podem ser herbáceas ou lenhosas. Dentro deste tipo de plantas distingue-se dois grupos: plantas vivazes e plantas perenes.

 

Vantagens e desvantagens das plantas infestantes nas culturas agrícolas

5 Vantagens

  • Proporcionam cobertura ao solo, protegendo-o da erosão, principalmente depois da colheita da cultura agrícola;                                      (Para saber mais sobre a importância do pH no solo clique aqui);
  • Potenciam a actividade biológica do solo;
  • Limitam a erosão na margem das parcelas;
  • Podem ser aproveitadas como adubo verde sendo também consideradas como um acréscimo de biomassa;
  • Aliviam o carácter de monocultura de certas culturas, promovendo a diversidade de espécies(ainda que muitas vezes indesejadas);

5 Desvantagens

  • Entram em competição com as culturas por espaço, luz, água e nutrientes;
  • Podem contribuir para a diminuição da qualidade do produto final;
  • As plantas infestantes podem revelar-se parasitas das plantas de cultivo;
  • Podem ser tóxicas/venenosas para o Homem e animais;
  • Contribuem para a diminuição da produção das culturas;

Se quiser saber mais sobre produtividade das culturas, consulte o seguinte artigo:

 

2 thoughts on “Saiba tudo sobre como controlar infestantes-Parte I

  • 20 Agosto, 2018 at 13:41
    Permalink

    A Beldroega da uma sopa excelente, e segundo dizem uma salada também muito boa. E também serve para alimentar os animais, cabras porcos e vacas também apreeciam, e com certeza as outras espécies de erbivoros.

    Reply
    • 20 Agosto, 2018 at 14:01
      Permalink

      Tem razão Pedro 🙂 No entanto, por ser encarada por muitos como uma infestante ainda não é muito utilizada para esse fim (principalmente fins culinários). As pessoas ainda tem medo de a incluir na sua alimentação.
      O Sr.Pedro já experimentou?
      Cumprimentos,
      A Cientista Agrícola

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *